Ukrainian President Volodymir Zelensky addresses the Portuguese parliament via video link, in Lisbon, Portugal, Lisbon, Portugal, 21 of April 2022. Zelensky has been making a virtual world tour by video to help Ukraine defend itself against Russia's invasion. MIGUEL A. LOPES/LUSA

O PCP considerou hoje que a referência que o Presidente da Ucrânia fez ao 25 de Abril durante a sua intervenção, por videoconferência, na Assembleia da República, “é um insulto” à Revolução dos Cravos.

“A revolução de Abril foi feita para pôr fim ao fascismo e à guerra. É um insulto esta declaração [de Volodymyr Zelensky] que faz referência ao 25 de Abril. O 25 de Abril em Portugal foi para libertar e contribuiu para a libertação dos antifascistas. Na Ucrânia estão a ser presos”, argumentou a líder parlamentar comunista, Paula Santos, nos Passos Perdidos do parlamento.

Durante a sua intervenção na Assembleia da República, o Presidente da Ucrânia fez uma referência ao 25 de Abril de 1974, cujo 48.º aniversário vai comemorar-se na próxima segunda-feira.

Volodymyr Zelensky disse que a Ucrânia está a enfrentar a “ditadura da Rússia” e que os portugueses “sabem perfeitamente” aquilo que a os ucranianos estão a viver.

Presidente da Ucrânia fez hoje uma intervenção por videoconferência no parlamento português, numa sessão solene com altas entidades do Estado e representantes da comunidade ucraniana nas galerias, mas sem a presença dos seis deputados do PCP.

ND com Lusa

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade