Incêndio que deflagrou esta tarde num edifício na rua das Gaivotas, em Lisboa, 01 de setembro de 2020. INÊS ESCOBAR DE LIMA/LUSA
Incêndio que deflagrou esta tarde num edifício na rua das Gaivotas, em Lisboa, 01 de setembro de 2020. INÊS ESCOBAR DE LIMA/LUSA

Treze pessoas ficaram hoje desalojadas depois de um incêndio ter atingido os prédios onde moram, na Rua das Gaivotas, em Lisboa, disse hoje o comandante do Regimento de Sapadores Bombeiros, Tiago Lopes.

“Há 13 desalojados. A protecção civil municipal vai encontrar soluções para que possam passar a noite em segurança”, disse o comandante em declarações aos jornalistas no local.

De acordo com Tiago Lopes, o incêndio deflagrou num piso superior de um edifício, “rapidamente passou para a cobertura” e daí alastrou para os edifícios contíguos.

Segundo o comandante, as chamas foram do número 5 ao 15, numa extensão de 50 metros, não havendo feridos a registar.

“Temos apenas o caso de uma senhora que teve um ataque de pânico, mas está bem e livre de perigo”, afirmou.

Tiago Lopes disse ainda desconhecer o que causou o incêndio, adiantando que as autoridades policiais irão agora investigar as causas.

Bombeiros combatem o incêndio que deflagrou num edifício na rua das Gaivotas, em Lisboa, 01 de setembro de 2020. TIAGO PETINGA/LUSA

Afirmando que se trata de edifícios antigos, feitos em madeira, o comandante dos Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa disse, em declarações transmitidas pela SIC Notícias, que a principal preocupação dos operacionais foi a “malha urbana”, constituída por ruas estreitas que dificultaram o trabalho dos “veículos-escada”.

“O ataque teve de ser feito de fora para dentro porque o telhado estava totalmente tomado [pelas chamas]. Foi difícil”, frisou o comandante, acrescentando que, pelas 19:25, o fogo estava controlado e esperava que fique extinto “em breve”.

Pelas 19:30 (20:30, no Luxemburgo) estavam no local 51 operacionais, apoiados por 17 veículos, de acordo com a página de Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade