Pedrogão Grande / LUSA

O Ministério Público pediu hoje a condenação a prisão efectiva do ex-presidente da Câmara de Pedrógão Grande e de um antigo vereador, Valdemar Alves e Bruno Gomes, respectivamente, no julgamento sobre a reconstrução das casas após os incêndios de 2017.

“Atenta a quantidade de crimes, a gravidade, as molduras abstractas, a reiteração, achamos que devem ser condenados a penas de prisão efectiva”, afirmou a procuradora da República Catarina Lopes nas alegações finais no julgamento do Tribunal Judicial de Leiria que decorre na Exposalão, Batalha.

A magistrada do Ministério Público (MP) admitiu que, caso o tribunal entenda que se trata “apenas de uma resolução criminosa” e opte pela suspensão da pena, “essa suspensão não pode ser só daquelas com pouca eficácia”, mas tem de incluir a reposição de montantes monetários.

SR // SSS

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade