O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, durante a visita ao mercado Municipal da Ericeira, na Ericeira, 17 de maio de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

O Presidente da República voltou hoje a um convívio mais próximo com os cidadãos, mas com cuidados, no mercado e nas ruas da Ericeira, onde tirou o que chamou de “‘selfie’ do vírus”.

Acompanhado pelo presidente da Câmara Municipal de Mafra, Hélder Sousa Silva, Marcelo Rebelo de Sousa andou quase sempre de máscara e quando abordado com pedidos de beijos ou abraços procurou evitar o contacto físico para prevenir a propagação da covid-19, abrindo exceção para cumprimentos cotovelo com cotovelo.

“Ó senhora Fernanda, eu só não a abraço porque senão mato-a”, justificou-se o chefe de Estado, na Praça da República, perante “a peixeira mais antiga” da vila, como a apresentou Hélder Sousa Silva, enquanto esta gritava que “a Ericeira é linda”.

Dirigindo-se para outra mulher que se aproximou para o beijar, Marcelo Rebelo de Sousa advertiu: “Não podemos, não podemos”. A mulher desculpou-se dizendo: “Pensei que já pudéssemos”.

No mercado municipal, onde fez sucessivas “compras rápidas e incisivas”, de pão, frutos secos, legumes e peixe, com paragens em praticamente todas as bancas, o Presidente da República retomou as ‘selfies’, embora com maior distanciamento, comentando: “É a nova modalidade de ‘selfies’, é a ‘selfie’ do vírus, da pandemia”.

Uma das fotografias foi mais simbólica, com uma mulher de uma família cigana da Ericeira, que afirmou ter feito esse pedido “contra o racismo”, acrescentando: “Aqui na Ericeira não há racismo, graças a Deus, aqui todos somos estimados por todos. Obrigada, senhor Presidente”.

A mulher contou ao chefe de Estado que tem um filho cientista e Marcelo Rebelo de Sousa assinalou depois que já há “para lá de uma centena de mulheres, mas também há muitos homens, com posições como o filho desta senhora, quadros de investigação”, o que considerou “muito bom sinal”.

Mais à frente, uma vendedora lamentou não poder dar-lhe um beijinho, e o Presidente da República retorquiu: “E eu? E abraçar esse corpinho? Eu vou tirar uma ‘selfie’, ponham-se aí atrás”.

“Na próxima vez beijo-a”, prometeu.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, durante a visita ao mercado Municipal da Ericeira, na Ericeira, 17 de maio de 2020. RODRIGO ANTUNES/LUSA

Do mercado, Marcelo Rebelo de Sousa foi a pé até junto da Praia dos Pescadores e no caminho pôs-se na fila para os pastéis de nata do “Pãozinho das Marias”, exemplificando a seguir perante uma pequena multidão “como se come com máscara”.

“Primeiro desinfeta-se e agora come-se com máscara, vai-se buscar o pastel, seca-se a mão, tira-se o pastelzinho – por acaso é dos que eu gosto, queimadinhos – e agora observem”, declarou, levantando ligeiramente a máscara para colocar o doce na boca.

Junto à praia, à frente da “Tasquinha do Joy”, o Presidente da República teve um pequeno descuido nas regras sanitárias ao aceitar um copo de cerveja com o qual brindou com um grupo de motociclistas vindos de Cascais, para logo depois exclamar: “Não é permitido ainda fazer isto”.

“É só desta vez, senhor Presidente”, responderam-lhe.

No final desta visita, Marcelo Rebelo de Sousa confidenciou ao presidente da Câmara Municipal de Mafra que está com saudades de nadar e que teve entretanto “uma ideia maluca” para o dia 06 de junho, em que as praias deverão reabrir.

“Eu mergulho primeiro em Cascais e vinha à Ericeira mais ou menos pela hora do almoço dar um mergulho e depois almoçávamos. Digamos que é troca por troca: eu dou o mergulho e dão-me o almoço”, propôs. Hélder Sousa Silva aceitou de imediato: “Está feita a troca”.

O Presidente da República adiantou que está a pensar, “nesse dia, se tiver bom tempo, ir mergulhar logo a seguir à meia-noite, na primeira hora do dia”, em Cascais, para evitar ajuntamentos.

E para o verão já pensou “num esquema com pescadores amigos”, que é alugar-lhes um barco a remos para ir nadar mais longe do areal.

Questionado pelos jornalistas se se imagina a fazer campanha de máscara e sem poder contactar de perto com as pessoas, Marcelo Rebelo de Sousa sustentou que a campanha para as presidenciais de 2021 estará “em décimo lugar” na lista de preocupações dos portugueses, ainda sem dar como certa a sua recandidatura.

“Eu não sei ainda se serei candidato, decidirei oportunamente”, disse.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade