O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, deposita uma coroa de flores no Monumento aos Restauradores, durante as cerimónias oficias do Dia da Restauração da Independência, na Praça dos Restauradores, em Lisboa, 01 de dezembro de 2019. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

A Praça dos Restauradores, em Lisboa, recebeu este domingo a cerimónia de homenagem aos heróis da restauração da independência face a Espanha.

Este domingo de manhã assinalou-se mais um ano sob o Dia da Restauração da Independência portuguesa, ocorrido a 1 de dezembro de 1640.

A cerimónia de homenagem aos heróis do 1.º de Dezembro, com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que depositou coroas de flores junto ao monumento.

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues; o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina; o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira; e José Ribeiro e Castro, coordenador geral do Movimento 1º de Dezembro, marcaram presença nas cerimónias.

O apelo a uma mobilização geral para o combate à pobreza em Portugal, a questão da pobreza e dos riscos dos nacionalismos marcaram a tónica dos discursos.

Publicidade