O presidente das comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, José Tolentino de Mendonça, usa da palavra durante as comemorações oficiais do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, 10 de junho de 2020. FOTO: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O cardeal Tolentino Mendonça avisou hoje que “a vida é um valor sem variações”, defendendo o relançamento da aliança intergeracional para ajudar os idosos, as “principais vítimas da pandemia”, a serem “mediadores de vida para as novas gerações”.

Na cerimónia comemorativa do 10 de Junho, que decorreu hoje no Mosteiros dos Jerónimos, em Lisboa, o cardeal e poeta madeirense Tolentino Mendonça, escolhido por Marcelo Rebelo de Sousa para presidir a estas comemorações do Dia de Portugal, foi o primeiro a discursar.

Na perspeCtiva do cardeal, é preciso “reforçar o pacto comunitário”, o que implica “relançar a aliança intergeracional” porque o pior que “podia acontecer seria arrumar a sociedade em faixas etárias”.

“A tempestade provocada pela covid-19 obriga-nos a refCletir sobre a situação dos idosos em Portugal e desta Europa. Eles têm sido as principais vítimas da pandemia”, lamentou.

Para Tolentino Mendonça, é preciso “rejeitar firmemente a tese de que uma esperança de vida mais breve determina uma diminuição do seu valor intrínseco” porque “a vida é um valor sem variações”.

“Uma raiz do futuro de Portugal passa por aprofundar a contribuição dos seus mais velhos, ajudando-os a viver e a assumir-se como mediadores de vida para as novas gerações”, defendeu.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade