Portugal regista hoje mais 102 mortes e 7.502 novos casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, uma nova redução em relação aos aumentos do último dia, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS regista ainda mais 215 pessoas internadas nas últimas 24 horas, totalizando 3.770, 18 das quais em unidades de cuidados intensivos (558 no total), e estes números são muito superiores ao aumento de sábado, em que houve 104 novos internamentos, quatro dos quais em cuidados intensivos.

Desde que o primeiro caso de contágio foi diagnosticado, em março passado, Portugal teve 483.689 casos confirmados e 7.803 mortes com covid-19.

A DGS considera ativos 106.778 casos, mais 4.372 do que no sábado, e dá como recuperados 369.108, mais 3.028, mantendo em vigilância 117.210 contactos, mais 3.684.

A maior parte dos novos casos (2.752) foi diagnosticada na região de Lisboa e Vale do Tejo, seguindo-se a região Norte, com 2.600 contágios, o Centro (1.362), Alentejo (373), o Algarve (285), a Madeira (67) e os Açores (63).

Das 102 mortes verificadas nas últimas 24 horas, a maioria (39) aconteceu na região de Lisboa e Vale do Tejo, 27 foram no Norte, 25 no Centro, sete no Alentejo e quatro no Algarve.

Desde o início da epidemia de covid-19 em Portugal morreram 4.071 homens e 3.732 mulheres com a doença, a maior parte com idades acima dos 80 anos.

A maior incidência de casos verifica-se entre os 20 e os 59 anos. Foram diagnosticados com infeção pelo novo coronavírus 265.986 mulheres e 217.538 homens.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.926.570 mortos resultantes de mais de 89 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, o estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a doença foi renovado com efeitos desde as 00:00 de 08 de janeiro, até ao dia 15.

A covid-19 é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

APN // ROC

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade