A ministra da Saúde, Marta Temido, durante a conferência de imprensa diária de atualização de informação da situação epidemiológica em Portugal, relativa à infeção pelo novo coronavírus (Covid-19), realizada no Ministério da Saúde, em Lisboa, 12 de agosto de 2020. Portugal regista até ao momento 1.764 mortes associadas à covid-19 e 53. 223 infetados segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). ANTÓNIO COTRIM/POOL/LUSA
A ministra da Saúde, Marta Temido, durante a conferência de imprensa diária de actualização de informação da situação epidemiológica em Portugal, relativa à infecção pelo novo coronavírus (Covid-19), realizada no Ministério da Saúde, em Lisboa, 12 de agosto de 2020. ANTÓNIO COTRIM/POOL/LUSA

A ministra da Saúde defendeu hoje que a lotação da Festa do Avante!, organizada pelo PCP, terá este ano que ser inferior à capacidade máxima de 100 mil pessoas do recinto no Seixal, por causa da covid-19.

“É evidente que estamos a falar, teremos que falar de outros números”, declarou Marta Temido na conferência de imprensa de acompanhamento da pandemia, acrescentando: “compreendo que se fale de um número de 100 mil, na medida do que será a licença de utilização, mas estamos num momento específico, num contexto específico”.

A ministra assegurou que à organização da Festa do Avante! “não será permitido o que está proibido nem proibido o que está permitido” e que “não haverá excepções” às regras adoptadas pelas autoridades de saúde para conter o contágio pelo novo coronavírus.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade