Bombeiros observam as composições depois do descarrilamento do comboio Alfa Pendular na Linha do Norte, após colisão com uma máquina de trabalho, que causou dois mortos e sete feridos graves afirmou à agência Lusa fonte da Proteção Civil, Soure, Coimbra, 31 de julho de 2020. PAULO CUNHA / LUSA

O mais recente balanço do acidente com o comboio Alfa Pendular dá conta de duas vítimas mortais e 43 feridos, sete dos quais em estado grave, disse fonte do Comando Distrital de Operações (CDOS) de Coimbra.

Em informação prestada à agência Lusa às 20:10 (21:10, no Luxemburgo), o CDOS sinalizou a existência de 169 vítimas ilesas, além de dois mortos (os únicos ocupantes de uma máquina de trabalhos ferroviários da Infraestruturas de Portugal) e 43 feridos, sete dos quais graves, num total de 214 pessoas envolvidas no acidente ferroviário.

Já numa actualização de dados comunicada à Lusa às 21:00 (22:00 no Luxemburgo), o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) indicou ter recebido 28 feridos, dois dos quais graves e outros dois muito graves.

Um dos casos mais graves (politraumatismo), que foi levado para o bloco operatório de emergência, é o maquinista do Alfa Pendular.

Dos 24 restantes feridos referidos pelo CHUC, todos ligeiros, 21 deram entrada nos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC, onde também estão os quatro feridos graves) e os três restantes – uma menina de 06 anos, e uma rapariga e um rapaz de 16 anos – foram assistidos no Hospital Pediátrico.

Por seu turno, o gabinete de relações públicas do Hospital Distrital da Figueira da Foz (HDFF), em informação disponibilizada às 20:01, afirmou ter recebido seis feridos ligeiros, “todos adultos, conscientes e em observação”.

Entre os seis feridos que deram entrada no HDFF conta-se um casal (um homem de 71 anos e uma mulher de 68) e um outro homem de 36 anos.

O acidente, para o qual foi o alerta foi dado às 15:30 locais, resultou do descarrilamento de um comboio Alfa Pendular, na linha do Norte, após colidir com uma máquina de trabalhos da Infraestruturas de Portugal, perto da vila de Soure, mais concretamente junto à localidade de Matas, na região Centro.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade