Silvina Queiroz, professora, escreve semanalmente às quartas no LUX24.

O passado domingo nasceu feio, ora chuvoso, ora (apenas) nublado, nada convidativo a saídas de casa. Mas, mesmo assim, (e não sei o que nos “deu”), resolvemos dar uma volta. E sofrer um desgosto!

Não vou dizer onde estive porque não quero “ensombrar” o que ensombrado está. E muito! Direi que nada percebo de museologia mas tenho sensibilidade estética e um enorme respeito pelo Património.

Seja o nacional, seja o estrangeiro, porque em ambos os casos são marcas da História dos Povos.

E tantas vezes me tenho maravilhado com os cuidados tidos com peças em que os cuidadores protegem a riqueza que a todos pertence e que manterá viva a História desses Povos. Mais “lá fora” do que “cá dentro”, o que é triste!

Não foi a primeira vez que ali desloquei àquele lugar mas desta feita apanhei um balde de água fria, gelada. Pavimentos expostos à luz solar e às intempéries, com marcas já muito infelizmente claras de imensa degradação.

As cores lindas que retenho na minha memória, não existem mais e pergunto-me se isto é inércia, incompetência ou simplesmente uma dolorosa indiferença. Tão depressa não volto, não sou masoquista.

Amanhã rumarei a sul, Alentejo da minha alma, com várias relíquias arqueológicas que pretendo revisitar. A meteorologia prevê temperaturas de 30º. Espero, portanto, não “gelar” de novo.

O Património é uma riqueza de todos e a todos compete contribuir para a sua preservação. Bem perto de mim há uma relíquia pré-história. Para ali está, sozinha, sem painéis explicativos, sem um ambiente atractivo. Dói.

E uns quilómetros mais além um maravilhoso local, memória da Antiguidade Oriental, que muito devagar tem andado no sentido da sua recuperação.

Terça-feira celebrámos a República, o gloriosos dia de 5 de Outubro de 1910. Pois não é que na esmagadora maioria de Câmaras Municipais não houve qualquer evocação política da data? Inadmissível! É assim que se faz História?

Acorda República, acorda! Por andares tão “adormecida”, coisas vão acontecendo que envergonham os republicanos, nos quais me incluo.

Mantenhamo-nos alerta! Um abraço grande e forte.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade