O MEU CHÃO

O meu chão é a minha terra
Um cantinho à minha espera
Vá eu para onde for…
Tem um perfume de flor
Neste chão onde me deito
Dormindo junto ao meu peito
Minha terra, meu amor!…

Nela passam vendavais
Que se perdem junto ao mar
Na brisa da maresia
Que inebria o pensamento
Salgada, tão doce e fria
Onde sempre vou sonhar
Para sentir mais alento!

O meu chão… Onde amo e vivo
Este chão da minha vida
Também tem terra batida
E tem profundas raízes
Que germinam na Primavera
Mar de momentos felizes
Não são só momentos tristes
Neste chão da minha terra!

O meu chão é a minha terra
Um cantinho à minha espera
Vá eu para onde for…
Tem um perfume de flor
Neste chão onde me deito
Dormindo junto ao meu peito
Minha terra, meu amor!…

Preciso de ti meu chão
Estende sempre a tua mão
Para amparares a minha caminhada
Ensina-me sempre a estrada
Nos momentos mais difíceis
Não deixes que eu esmoreça
Dá-me sempre a tua força
Que vem do Mar, com certeza!…

AUTORIA: DE ISABEL TAVARES, 07/08/2022
(© Todos os Direitos de Autor Reservados)
Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos – Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de março – Diário da República n.º 61, Série I, de 14.03.1985 –

Isabel Tavares, poetisa, escreve semanalmente, às segundas, no LUX24.
Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade
Publicidade