EU ESTAREI LÁ!

Procuro o rasto
dos meus anseios…
Dos passos que me levaram
ao sonho…
Vívido e feliz!
Mesmo dos que me sacudiram
e fizeram acordar da matriz
que me guia…
Deixando a minha pegada
na areia macia…
Junto ao mar!

Um dia…
Hei de voltar!

Voltarei aos mesmos lugares,
para sentir e observar…
Os mesmos cheiros e as mesmas vozes
que embalaram a minha infância até agora…

Pela vida fora…
Me lembrarei!

De todos que amei!
E que sempre choraram
e riram comigo…
Olharam nos meus olhos
e eu vi oásis,
vi estrelas e carmim…
E foi assim que amei!

Já dei tanto de mim,
mas não me cansei… amei,
amei!…
Recebi tanto, quanto dei!…

Eu sei que apesar de ser na areia…
Que deixei o meu rasto…
E sendo ela fina e macia…
Qualquer dia,
pelo tempo gasto…

Já não se vê…
Mas não sei porquê…
Penso…

Que ainda muito
há de ficar…
Em qualquer sítio,
em qualquer lugar…

O meu rasto aparecerá…
E eu… Como sempre… Estarei lá!…

AUTORIA: ISABEL TAVARES, 17-11-2021
(© Todos os Direitos de Autor Reservados)
Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos – Decreto-Lei n.º 63/85, de 14 de março – Diário da República n.º 61, Série I, de 14.03.1985 –

Isabel Tavares, poetisa, escreve semanalmente, às segundas, no LUX24.
Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade