Hoje sinto-me em festa, apesar de tudo. Neste dia, há quarenta e três anos, fui mãe pela primeira vez. Uma gravidez interrompida antes, um processo doloroso mas facilmente esquecido com a chegada desta menina de ouro que é a minha filhota. Desculpem o lugar comum mas é mesmo o que ela é: uma menina de oiro.

Será sempre a minha menina porque para os pais eles são sempre aqueles seres maravilhosos que chegaram à nossa vida como embrulhinhos minúsculos e chorões e que nunca desejamos que deixem o nosso colo.

Por mais que cresçam e os meus são bem maiores que a senhora sua mãe! Este ano, por via da situação infeliz que vivemos, não poderemos estar juntas, nem no fim de semana, como em “edições” anteriores. Mas há o whatsapp, (passe a publicidade), e logo, mais tarde, havemos de “juntar” a família e cantar-lhe a estafada canção que aqui em casa tem outra e bem mais interessante melodia.

Silvina Queiroz, professora, escreve semanalmente às quartas no LUX24.

Ontem soube que Portugal tem um filme candidato aos Óscares: “Listen”, a estória baseada em factos reais, de uma emigrante lusa em Inglaterra. Uma mulher simples, vivendo uma vida de grandes dificuldades, dificuldades capazes de a quebrarem de todo. Mas que não quebram quando precisa reunir todas as suas forças para lutar pelos filhos, perante a ameaça real de estes lhe serem retirados pelos serviços sociais! Uma estória que aqui também acontece, lamentavelmente.

Em meu humilde entender, é melhor que uma criança coma frango ao domingo e coisas ainda mais singelas durante o resto dos dias num lar amoroso, do que ser retirada à família quando esta não inflige maus tratos nem desrespeita por algum modo os seus meninos. Estas mães e estes pais que passam pela experiência de se verem roubados dos seus filhos, (não tenho medo das palavras), merecem toda a minha solidariedade.

E o filme, independentemente dos prémios que receba, é um libelo corajoso contra estes ignóbeis abusos. Só por isso e não é pouco, merece todos os aplausos. É um documento incrível, uma realização impecável, uma Lúcia Moniz espantosa no seu papel de principal protagonista, a mãe espoliada que consegue salvar dois dos seus filhos, perdendo para uma família com dinheiro o seu bebé pequenino.

Ver o filme não é fácil e deixa-nos com uma sensação de estômago agoniado e coração pesadíssimo, uma dor que não é fita porque se repete na vida a sério de famílias que, em vez de serem devidamente apoiadas para vencerem as suas dificuldades de emprego e subsistência, vêem as suas crianças ser-lhes arrancadas do regaço, num drama horroroso para todos. Sim, para os meninos também e não me falem do “superior interesse da criança”, quando este não foi levado em conta.

A minha homenagem a mim, pelo que fiz enquanto mãe. Não foi muito mas sempre pautado pelo amor. A minha homenagem a todas as mães e pais e aos não biológicos que criam meninos em determinados contextos como se fossem mesmo seus. Não é uma contradição, eu fui um desses.

Fiquem bem, protejam-se deste tempo perigoso.

Aquele abraço neste dia de festa. SQ

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade