Pedro Cunha
Pedro Cunha, escritor e cineasta, escreve semanalmente às sextas no LUX24.

Esta curta-metragem (5 minutos) com produção francesa, realizada por Stéphane Baz (destacou-se com a curta-metragem “In vino”, 2013”), revela como se vive o dia a dia da alta cozinha demonstrando a aplicação de todos os materiais e a azafama vivida para se confeccionar o prato ideal…

Prepare-se para assistir a uma frenética visão do Chef de cozinha parisiense, Stéphane Baz, que ilumina as tensões mais sombrias por trás da confecção culinária respeitando a sua cultura procurando igualmente reter o seu romantismo.

Esta curta-metragem, de baixo orçamento, foi rodada em apenas 5 dias e ficou com um custo aproximado de 25 mil euros. Os habituais fornecedores de Stéphane Baz ofereceram os alimentos necessários para o filme que teve como cenário a escola de culinária Jean Drouant e o restaurante L’os à Moelle.

A troca rápida de planos, entre o ponto de vista do Chef (plano subjectivo) e os close-up extremos (mostrando apenas uma parte do objecto ou assunto filmado) cria maior tensão, levando o espectador a balançar entre os movimentos do Chef e a transformação impetuosa da comida!

É incontornável referir o notável trabalho executado pelo designer de som Adrien Fougeras (destacou-se no filme francês “Hostile”, 2017), o qual criou um ambiente imersivo, que renuncia à narração, criando uma experiência emocional diferente para o público.

A montagem executada pela editora de imagem Maeva Issico (destacou-se na curta-metragem “Bodies”, 2011), revela-se determinante na opção de o realizador ter um filme muito curto e intenso.

Recriando o ritmo de um dia na cozinha com a natural e crescente tensão, pausas e acelerações com três pontos de vista em simultâneo e a fluírem com o som. “Déguste” é um filme experimental que usa a comida para revelar a pressão que um Chef enfrenta.

Não tem como objectivo deixar as pessoas com fome, mas fazê-las sentir a pulsão de todo o processo.

Este filme regista um interessante percurso em festivais, destacando-se a sua estreia mundial no Festival International du Film de Clermont-Ferrand, Rétrospective “Tous à Table!” e alguns prémios como o do júri no festival PIFFF em Paris.

Para assistir à curta-metragem, clique aqui:

 

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade