Rui Martins, activista e dirigente associativo, escreve semanalmente aos domingos no LUX24.

Recentemente, um computador com Windows 10 OEM (edição “Fabricante Original do Equipamento”) de uma empresa que conheço foi furtado.

Ora é sabido que hoje em dia todos os sistemas Windows 10 fazem o seu processo de activação através da leitura da “digital license” (a “digital entitlement até à versão 1511 do Windows 10) ou de um “product key” de 25 caracteres.

Com acesso à Internet e um ou com outro o Windows é activado nos servidores da Microsoft.

Ora se as “digital licenses” estão associadas e gravadas no hardware dos computadores Windows 10 OEM se um computador for furtado e se a Microsoft for informada pela vítima do furto porque não se pode pedir e obter o bloqueio da activação desta “digital license”?

Estando esta gravada na BIOS e sendo de alteração impossível ou muito difícil por parte de quem furtar um computador se a Microsoft depois do equipamento ser furtado e de esta situação ter sido reportada através do envio da participação do furto à polícia porque é que a empresa de Redmond não bloqueia activações posteriores feitas nestes equipamentos?

É que o mais natural que o ladrão ou o receptador faça depois de tomar posse do computador é formatar a máquina e reinstalar o sistema operativo usando, para tal, a chave digital gravada no BIOS e registada nos servidores da Microsoft.

Ao não permitir que o legítimo proprietário bloqueie usos posteriores dos equipamentos furtados – como já sucede hoje em dia com telemóveis furtados em todas as operadores em Portugal e no estrangeiro – a Microsoft, pela sua inacção, constituí-se como um cúmplice “de facto” dos ladrões.

Esta lacuna é grave e devia merecer a melhor atenção por parte da multinacional norte-americana. É igualmente incompreensível porque é que existe nos equipamentos domésticos (“home edition”) a opção “Find My Device” para que seja possível localizar equipamentos furtados e esta esteja omissa nos equipamentos empresariais.

Se concorda, pode ajudar e ir A ESTE LINK e sugerir à Microsoft que mude a sua omissa política de resposta a furtos de equipamentos com Windows 10.

 

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade