Rita Limede, psicóloga e produtora de eventos musicais, escreve semanalmente aos no LUX24.

O mês de Setembro tem a cor amarela. Amarelo foi a cor escolhida para a campanha de promoção da saúde mental que todos os anos tem lugar durante o presente mês. O motivo é o facto do dia 10 de Setembro ser o dia Mundial da Prevenção de Suicídio.

Este é um tema ao qual eu volto com frequência, pois as questões de saúde mental são um ponto actual em qualquer altura do ano. Este ano, tendo em conta a conjetura atual em que vivemos, este tema tem uma importância ainda reforçada. Nos últimos meses houve um aumento generalizado do consumo de anti-depressivos e ansiolíticos à escala global, bem como uma maior procura de ajuda e de apoio psicológico.

Embora isto sejam más notícias e um sinal de que estamos também à beira de uma pandemia de saúde mental, o facto de ter havido um aumento da procura de apoio psicológico significa que estamos aos poucos a quebrar barreiras sociais e a deixar morrer o tabu de que só “os maluquinhos é que vão ao psicólogo” ou que “precisar de apoio psicológico é sinal de fraqueza e falta de carácter”.

É este o ponto onde precisamos de nos focar. O facto de haver uma iniciativa e um dia Mundial da Prevenção do Suicídio mostra que estamos no caminho certo para a promoção da saúde mental, no entanto, o facto de ainda ser necessário realizar campanhas para a normalização da promoção de cuidados de saúde mental mostra que ainda estamos longe do fim do percurso.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS)o suicídio é a segunda maior causa de morte na faixa etária dos 18 aos 30 anos. Há também, em média, um suicídio a cada 40 segundos no mundo inteiro.

Embora não sejam conhecidos para já os números oficiais, há estudos que apontam que durante a pandemia possa ter havido um aumento de casos de suicídios no mundo inteiro.

Assim, é importante que se aproveite a onda actual de maior procura de apoio psicológico para que se possa finalmente normalizar e quebrar de vez o tabu associado aos problemas mentais.

Para que possamos falar abertamente do que nos dá crises de ansiedade, dos sintomas depressivos ou de ideação suicída, da mesma forma que falamos de outras doenças físicas como covid, diabetes ou dos problemas cardíacos – entre outras.

Numa altura em que todo o mundo está parado e onde está uma percentagem significativa da população a experienciar sintomas de problemas mentais, a necessidade de apoio psicológico ganha uma dimensão maior.

Está na hora de criar um plano de promoção da saúde mental e de dar um maior espaço e visibilidade ao apoio e intervenção psicológica nos sistemas de saúde. Em Portugal, é urgente que o Sistema Nacional de Saúde reforce o número de psicólogos de modo a que todos consigam ter a ajuda que necessitam sem terem largos meses de espera – meses esses que podem fazer toda a diferença entre a vida e a morte.

Se há lição que podemos tirar deste ano é que sem a nossa saúde não somos nada, e os cuidados de saúde têm obrigatoriamente que incluir a saúde mental. Porque se a nossa mente não estiver bem, o nosso corpo também não vai estar.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade