Rita Limede, psicóloga e produtora de eventos musicais, escreve semanalmente aos sábados no LUX24.

Desde que houve uma grande explosão das novas tecnologias e redes sociais, que os contactos à distância se tornaram ainda mais facilitados. As plataformas para comunicação através de videoconferência têm estado a ganhar cada vez mais terreno nos últimos anos, sendo que nos últimos meses viram a sua popularidade a explodir.

Tal como a maioria das questões ligadas a novas tecnologias, as potencialidades para facilitar a nossa vida são enormes – mesmo tendo sempre o lado negativo à espreita. Estando num momento em que o teletrabalho entrou em voga e plataformas como o Skype, Zoom e Google Meet ganharam (ainda mais) popularidade, o uso das mesmas como ferramenta de psicoterapia e apoio psicológico à distância era uma inevitabilidade.

Embora já existissem serviços de apoio psicológico à distância, foi só agora com a presente pandemia e distanciamento social obrigatório que esta modalidade de apoio se tornou mais popular. Com esta crescente popularidade, vieram algumas vantagens para os utentes – diminuição do custo das consultas, maior facilidade de acesso, flexibilidade e redução do estigma.

Pegando neste último ponto – a redução do estigma – conseguimos verificar que graças à conjectura vivenciada actualmente, este foi provavelmente a maior conquista. A psicologia e todos os profissionais da área podem usar este momento como um ponto de partida para desmistificação do apoio psicológico e a promoção de uma maior literacia para a saúde mental.

Uma grande prova de que a nossa sociedade está a começar a compreender melhor a importância da saúde mental, é o grande sucesso da linha de apoio psicológico da SNS24. Desde a sua criação há cerca de 3 meses, que o grupo de psicólogos que lá trabalham, atenderam cerca de 15 mil chamadas. Juntando isso ao grande aumento de apoio através de consultas online, vemos que esta é a hora do reconhecimento da importância da saúde mental.

Apesar de ainda existirem algumas questões para estudar melhor relativamente a este tipo de apoio remoto – como algumas implicações éticas e a taxa de efectividade do tratamento – podemos afirmar que esta modalidade de apoio psicológico poderá a vir a ter mais relevância no futuro perante algumas populações específicas.

Pelo menos, em situações de crise e emergência.

Um pequeno grande passo na promoção da literacia para a saúde mental.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade