"John e George", de John Dolan

“John e George”, de John Dolan

Tradução de Tiago Marques

Editorial Presença, 2015

Quem gosta de cães e convive diariamente com eles, sabe como é difícil encontrar melhores amigos. Este livro comovente (sem ser lamechas) é a história de John e da forma como a sua vida mudou quando conheceu George, e o adotou.

Desde a infância que John revela tendência para se meter em sarilhos, e é a história da sua vida que partilha connosco neste livro. Desde as primeiras vezes que faltou à escola para vagabundar, passando pelos pequenos furtos, o vício das drogas, até chegar à prisão como modo de vida (melhor do que viver na rua). John desiludiu a família, os irmãos deixaram de se dar com ele, os pais morreram sem nunca o verem recuperado.

Nada o motivava. Não gostava da escola, nunca teve uma carreira ou trabalho.

Perante este cenário, que acreditaria que um cão, chegado por acaso, e que nem o próprio sabe porque é que adota, mudaria a sua vida?

O cão George assume uma enorme importância na vida de John, que se preocupa em conseguir dinheiro para alimentar ambos diariamente, cuidar do animal para que não tenha frio, treiná-lo para facilitar a vida na rua.

George não passa despercebido e, quase por brincadeira, John começa a desenhá-lo. Quem passa gosta, dá moedas, pede desenhos e paga por eles. Desenhar foi a única coisa que John sempre gostou de fazer, e é na companhia de George que redescobre a sua vocação.

Leiam o livro e pesquisem sobre John e George online. Vale a pena conhecer estes dois amigos e o trabalho de John.

Sinopse

Esta é a incrível história de vida de John Dolan, um famoso artista de rua londrino que deve a sua felicidade à profunda amizade que o une a George, um Staffordshire bull terrier muito especial que o salvou de uma existência sem sentido e profundamente autodestrutiva.

Durante muitos anos, John conheceu um quotidiano duro e completamente desprovido de esperança, chegando mesmo a viver nas ruas como sem-abrigo, até ao dia em que lhe pediram para ficar com George. Este seria o ponto de viragem na sua vida.

John recuperou um talento há muito esquecido, o desenho, e é hoje um dos artistas de rua mais conceituados de Londres.

As leituras de Márcia Balsas quinzenalmente no LUX24. FOTO © Gil Cardoso

[Márcia Balsas nasceu em Coimbra, em 1977. Foi na infância, na Figueira da Foz, que se apaixonou pelos livros. Descobriu, com o tempo, que a leitura é a melhor das viagens e nunca sai de casa sem (pelo menos) um livro. Procura o silêncio. Esquece-se do relógio e do telemóvel sempre que pode. Um dia vai acordar numa casa feita de livros. Talvez amanhã.]

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade