O psicólogo Miguel Silva, escreve semanalmente no LUX24.

Existem inúmeras técnicas de relaxamento muscular que estão integradas em intervenções psicoterapêuticas, sob a forma de exercícios realizados durante a sessão com a orientação do terapeuta, e que são estimulados/treinados pelo paciente entre sessões, com o objetivo de aumentar a autonomia e eficácia no processo de relaxamento.

Uma das técnicas de relaxamento mais usadas pelos terapeutas, é o relaxamento progressivo de Jacobson, que inclui a mobilização física de grandes grupos musculares. O autor, com o passar do tempo, observou que nas pessoas que sentiam ansiedade, havia uma tendência de ocorrer um encurtamento das fibras da musculatura periférica, que por sua vez, em situação de relaxamento, se alongavam (Baptista & Neto, 2019).

Concomitantemente, existe outra técnica de relaxamento intitulada como treino autogénico de Schultz.

Por vezes é melhor relaxar do que stressar, concorda?

Vamos aprofundar melhor este relaxamento. Portanto, esta técnica pressupõe que o relaxamento seja induzido pelo paciente através da respiração, da visualização e da imaginação guiada (aqui, por exemplo, é importante concentrar-se nas imagens agradáveis que se aproximarão da sua mente à medida que é guiado no exercício de relaxamento).

Mais ainda, verifica-se um relaxamento do tónus muscular e a estimulação da circulação sanguínea, através da sensação autoinduzida de peso e de calor em diferentes partes do corpo.

O equilíbrio da respiração e dos batimentos cardíacos, através de exercícios de respiração; a tranquilização através do afastamento intencional de pensamentos negativos e emoções; a promoção da concentração, através da visualização de cores, objetos ou situações, tudo isto é essencial e eficaz na redução de stress e ansiedade.

A pensar na sua saúde e no seu bem-estar, eis algumas instruções para ajudá-lo(a) a relaxar antes de stressar:

1. Feche os olhos (Ter em consideração quem usa lentes de contacto e se é confortável ter os olhos fechados com as mesmas);

2. Sente-se numa cadeira (Deixe que a cadeira aguente com todo o seu peso. O objetivo é concentrar-se nos músculos deixando que se relaxem completamente);

3. Após relaxar um grupo muscular (por exemplo, mão e antebraço, pescoço, coxas e testa), não convém voltar a produzir tensão nesse grupo, pelo que, durante o treino de relaxamento, se deve mexer o mínimo necessário, como por exemplo, para se ajustar numa posição mais confortável;

4. Para cada grupo muscular, produza tensão cerca de 10 segundos e depois relaxe durante 30 a 40 segundos (É essencial libertar a tensão rapidamente após a autoinstrução para o fazer, de modo a fazê-lo de forma rápida e total em vez de deixar a tensão libertar-se devagar).

Se tem dificuldades em relaxar, um psicólogo pode ajudar!

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade