Silvina Queiroz, professora, escreve semanalmente às quartas no LUX24.
Silvina Queiroz, professora.

Bom dia, amigos daí! Chegou o Inverno, “o Inverno do nosso descontentamento”, lembrando o soberbo romance de Steinbeck! Veio o frio!

De um dia para o outro passámos de 26/27 graus para 14/15, com mínimas já abaixo de zero em alguns locais.

Caiu o primeiro grande nevão na transmontana Montalegre e na Estrela, uns flocos mais ligeiros que pintaram de branco a zona mais alta. E veio chuva, muita chuva! Chuva que veio acrescentar angústia a quem sofreu, de modo mais “pesado”, os efeitos do Leslie, há duas semanas atrás. Hoje chove dentro de muitas habitações, primeiras habitações, na sua maioria.

Do outro lado do mar, “tanto mar, tanto mar, no poema de Chico Buarque, deveria ser Primavera. Mas “caiu” um Inverno escuro, perigoso, sinistro, a lembrar os 21 anos de ditadura militar, entre 1964 e 85. Porquê?

Porque os ódios são os mesmos: opositores políticos, indígenas, negros, homossexuais… Dos primeiros, o agora eleito presidente, disse, em campanha (!) que teriam um de dois caminhos: a prisão ou o exílio!

Dos índios, garantiu que, se fosse eleito, não teriam mais um palmo de terra. Dos negros, correr com “a pretalhada”!

Dos homossexuais que jamais seria capaz de amar um filho gay! E das mulheres, que ter tido uma filha foi um “erro”!

De tudo isto se soube pelas vias de comunicação não formais – as redes sociais. Aqui, os jornais, as TVs, mantiveram-se, quase por completo, “caladinhos” quanto a estas “joias”! Mas abriram a bocarra logo no dia seguinte à eleição! Se não fosse tão revoltante e tão grave, poderia ser “engraçado”. Não o é, nem um pouquinho.

Sou optimista e combativa por natureza: espero, desejo, anseio, que este Inverno do nosso descontentamento se torne em glorioso Verão…, como ditam as duas primeiras estrofes de Ricardo III de Shakespeare.

Que isso aconteça em breve, muito em breve. E que o Congresso brasileiro, órgão em que o novo presidente é minoritário, não embarque em negociações estapafúrdias e possa travar o seu programa de ódio e ressabiamento.

Fiquem bem, fiquem felizes! Um abraço.

*Silvina Queiroz, professora, escreve semanalmente às quartas no LUX24.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade