A opinião de Carlos Gonçalves, Deputado do PSD eleito pelo Círculo da Europa, no LUX24.

Este sábado, no debate para as Presidenciais o candidato Marcelo Rebelo de Sousa lembrou a sua posição sobre a forma como os portugueses residentes no estrangeiro deviam exercer o direito de voto nestas eleições.

Marcelo Rebelo de Sousa recordou que sempre foi favorável ao voto por correspondência nas eleições presidenciais acrescentando ainda que entendia que a metodologia de voto devia ser igual para todos os actos eleitorais.

Esta posição de Marcelo Rebelo de Sousa já tinha sido assumida aquando da sua participação nos Diálogos com as Comunidades que tiveram lugar no Luxemburgo em Maio de 2017 mas que, infelizmente, não teve ecos na comunicação social.

Acresce, que Marcelo Rebelo de Sousa lembrou neste debate o papel do Parlamento nesta matéria.

Com efeito, na última legislatura o PSD apresentou uma proposta para associar o voto por correspondência ao voto presencial, incluindo as eleições presidenciais, e que foi chumbada nomeadamente com o voto desfavorável do Partido Socialista.

Alguns fingem agora estar preocupados com o voto dos emigrantes.

Outros, nos quais se inclui o Professor Marcelo Rebelo de Sousa, há décadas que lutam pela criação de condições para que o maior número de portugueses residentes no estrangeiro possam exercer o seu direito de voto nas eleições nacionais.

Um grande momento de Marcelo Rebelo de Sousa nesta campanha.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade