A 2ª edição da “História do Ciganinho Chico”, da autoria de Bruno Gonçalves Gomes. FOTO © Associação José Afonso

Desde 1998 que sou mediador intercultural, tive o privilégio de trabalhar em escolas e projetos de intervenção social que atuavam em âmbito escolar.

Além de funcionar como uma “ponte” entre a entidade escola e as famílias e alunos das comunidades ciganas tinha também a tarefa de pesquisar e encontrar textos representativos da história e cultura cigana para que os professores se assim entendessem pudessem usar em sala de aula.

Infelizmente o programa educativo das escolas em Portugal na altura estava bem pior do que hoje em matéria da interculturalidade e diversidade.

Na verdade, apesar de algumas mudanças o sistema de ensino continua monocultural, pouco representativo da diversidade que hoje o nosso país tem apesar do esforço de alguns professores em quererem contribuir para mudar o paradigma.

Os manuais escolares quando abordam os outros povos, grupos e culturas fazem-no normalmente com elementos folclóricos e estereotipados e completamente desenquadrados da realidade.

E foi por esse motivo que decidi escrever e editar em 2011 “A História do Ciganinho Chico” que nos relata o desconhecimento e curiosidade de uma professora sobre a história e cultura cigana e que por sua vez desafia o Chico, aluno da comunidade cigana também ele desconhecedor da história do seu povo a trazer toda a informação na aula seguinte.

E assim foi, o Chico recorreu às pessoas mais velhas que são marcos da sabedoria dos povos, o avô Paulo respondeu a todas as perguntas do seu neto com muita alegria.

Este livro é um sucesso pois muitos professores e escolas trabalham-no em sala de aula, introduziu elementos desconhecidos até das comunidades ciganas como a bandeira e hino romani/cigana que foram aprovados no Iº congresso mundial dos roma/ciganos em 1971 com a chancela da ONU. O livro foi até adaptado a uma curta-metragem de animação, peças de teatro e de fantoches.

A 2ª edição da “História do Ciganinho Chico”, da autoria de Bruno Gonçalves Gomes. FOTO © Associação José Afonso

Sim, já passou uma década do lançamento da 1ª edição deste livro, a concretização de um sonho de qual tive um feedback positivo, e é por ser tão positivo que decidi ceder aos inúmeros pedidos de muitas pessoas que querem adquirir o livro entretanto esgotado há alguns anos.

A 2ª edição da “História do Ciganinho Chico” está mais madura e mais completa, pois houve acréscimo de mais temas e ainda tem ilustrações belíssimas da portuguesa cigana Natália Serrana.

Em pleno século XXI vivem-se momentos difíceis, nunca foi tão necessário este livro, a polarização política coloca homens contra homens, o desconhecimento gera ódios e divisões, o ódio não pode vencer…

O conhecimento é a única arma para derrubarmos as divisões, o afastamento, o preconceito negativo. Este livro vai de encontro a esse objetivo, dar a conhecer a história e cultura do povo cigano que continua a ser alvo de tantos estereótipos e estigmas!

Este é um pequeno gesto de um Português Cigano que anseia por mostrar aos quatro ventos que ser cigano é sonhar em ter um mundo melhor onde a diferença é um diamante que se lapida todos os dias…

Para adquirir o livro contatar: associacaoribaltambicaocigana@gmail.com, o livro tem o preço simbólico de 7 euros, 1 euro pela venda de cada livro reverte para apoio a jovens e mulheres ciganas que frequentem o ensino secundário ou superior.

Bruno Gonçalves Gomes
Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade