Local residents attend a ceremony at a monument of the victims of the Holodomor, Ukrainian for "death by starvation", in Kyiv on November 26, 2022, amid the Russian invasion of Ukraine. - President Volodymyr Zelensky vowed on November 26, 2022 that Ukraine would continue to resist Russian attacks, as the country marked the 90th anniversary of the Holodomor famine that affected millions of Ukrainians under Soviet leader Joseph Stalin. (Photo by Sergei CHUZAVKOV / AFP)

O primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, juntou-se hoje às autoridades ucranianas nas cerimónias que assinalam a catástrofe do “Holodomor” e culpou Moscovo de provocar, como há quase um século, uma “fome artificial” como resultado da invasão.

Reunimo-nos na década de 1990, no aniversário do ‘Holodomor’, que foi criado artificialmente pelo regime comunista russo. Hoje, estamos prestes a assistir a outra fome artificial causada pela Rússia nos países da África e do sudeste Asiático“, alertou.

Vários líderes europeus viajaram hoje até Kiev para assinalar o “Holodomor”, a fome causada por Estaline há 90 anos na Ucrânia, quando ordenou que as colheitas fossem confiscadas em nome da coletivização das terras, e que a Ucrânia considera um “genocídio”.

Para o primeiro-ministro polaco, o bloqueio dos portos ucranianos pela Rússia, agora aberto graças ao acordo indireto alcançado entre Kiev e Moscovo para a saída de cereais e fertilizantes, significaria o bloqueio de ajudas humanitárias.

People light candles in Kiev on November 27, 2021, during a commemoration ceremony at a monument to victims of the Holodomor famine of 1932-33 in which millions died in the Soviet-era famine that many now regard as a genocide ordered by Joseph Stalin. (Photo by Genya SAVILOV / AFP)

Só pode haver um resultado na guerra que a Rússia desencadeou contra a Ucrânia: ou a Ucrânia vai ganhar, ou toda a Europa vai perder. A Europa viu a ameaça da Rússia demasiado tarde, por isso não podemos atrasar a ajuda à Ucrânia“, declarou o chefe do Governo polaco.

Mateusz Morawiecki, que participou nas cerimónias acompanhado pelo primeiro-ministro da Ucrânia, Denis Shmihal, e pela primeira-ministra lituana, Ingrida Simontye, membros da agência trilateral de cooperação do Triângulo de Lublin, disse que a guerra terminará quando “a Ucrânia recuperar todas as casas, todas as escolas, todos os hospitais, todas as pontes e estradas“.

A Polónia e a Lituânia apoiarão a Ucrânia enquanto for necessário”, referiu, em declarações recolhidas pela Ukrinform.

O “Holodomor”, que significa em ucraniano extermínio pela fome, foi cometido pelo regime estalinista na Ucrânia soviética, sendo também designado como “A Grande Fome” ou “A Fome-Terror”, e provocou cerca 3,5 milhões de vítimas entre 1932 e 1933.

ANP // ROC

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade