Mais de 10.000 pessoas que vivem no centro histórico de Turim foram domingo retiradas da zona para uma bomba inglesa não explodida, que remonta à Segunda Guerra Mundial, poder ser desarmada, anunciaram as autoridades locais.

Na “zona vermelha” ao redor da Via Nizza, no ‘coração’ da cidade, os habitantes foram simplesmente retirados, enquanto 50.000 outras pessoas foram convidadas a sair ou ficar em suas casas entre as 07:00 e as 16:00 locais.

De acordo com as autoridades, trata-se de uma bomba inglesa, com um explosivo de dinamite de 65 quilos, lançada há mais de 70 anos por aviões aliados durante a Segunda Guerra Mundial.

Durante a desativação, o espaço aéreo de Turim foi fechado e o tráfego de comboios na estação Porta Nuova interrompido.

O comandante Elvio Pascale, que coordenou as operações, explicou que o procedimento consistiu em “desativar o fusível traseiro e, em seguida, cortá-lo na frente, que será destruído”.

“Será a parte mais delicada que durará até sete horas”, disse o policial.

Em seguida, um camião transportou a máquina desativada para Cirie, onde será explodida numa pedreira desativada, segundo as autoridades.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade