Rescuers search for survivors among the rubble of a collapsed building after a powerful earthquake struck Turkey's western coast and parts of Greece, in Izmir, on October 30, 2020. - A powerful earthquake hit Turkey and Greece on October 30, killing at least six people, levelling buildings and creating a sea surge that flooded streets near the Turkish resort city of Izmir. (Photo by OZAN KOSE / AFP)

Subiu para 19 o número de vítimas mortais de um sismo sentido hoje na Turquia e na Grécia e são mais de 700 os feridos, segundo as autoridades.

O terramoto no Mar Egeu, entre a costa turca e a ilha grega de Samos, provocou também o desmoronamento de edifícios e inundações.

Um pequeno ´tsunami` atingiu o distrito de Seferihisar, a sul de Izmir, a cidade da Turquia ocidental mais afetada pelo terramoto, disseram o diretor do Observatório Kandilli, sediado em Istambul, e do Instituto de Investigação sobre Terramotos, Haluk Ozener.

Pelo menos 17 pessoas morreram em Izmir, a terceira maior cidade da Turquia, incluindo uma que se afogou, e 709 ficaram feridas, de acordo com a Presidência Turca de Gestão de Catástrofes e Emergências (AFAD).

Entre os mortos encontram-se a mulher e dois filhos do secretário-geral da filial de Izmir da Associação Médica Turca, adiantou o organismo.

Em Samos, dois adolescentes morreram depois de terem sido atingidos por um muro que ruiu. O primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, utilizou o Twitter para enviar condolências.

“As palavras são insuficientes para descrever o que se sente perante a perda de crianças”, escreveu.

Pelo menos 19 pessoas na ilha ficaram feridas. Duas, incluindo uma criança de 14 anos, foram transportadas por via aérea para Atenas e sete estão hospitalizadas em Samos, informaram as autoridades de saúde.

O sismo, que foi sentido em Istambul e Atenas e causou um pequeno ‘tsunami’, ocorreu pouco antes das 13:00 (hora do Luxemburgo) no Mar Egeu, a sudoeste de Izmir.

A magnitude do sismo foi avaliada em 7 na escala de Richter pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos e em 6,8 pelo centro sismológico turco Kandilli.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade