German President Frank-Walter Steinmeier delivers a speech after being re-elected by the Federal Assembly, on February 13, 2022 during the German Federal Assembly which came together to elect the country's president in Berlin. - German President Frank-Walter Steinmeier was re-elected to serve a second five-year term in the largely ceremonial role, Germany's parliament speaker said. (Photo by MICHELE TANTUSSI / POOL / AFP)

O Presidente da República Portuguesa felicitou domingo (13) o seu homólogo alemão, Frank-Walter Steinmeier, pela sua reeleição como chefe de Estado da Alemanha, salientando a importância das relações bilaterais e da paz na Europa e no mundo.

A mensagem de felicitações de Marcelo Rebelo de Sousa dirigida ao reeleito chefe de Estado germânico foi publicada no portal da Presidência da República na Internet.

“O Presidente da República felicitou o Presidente Frank-Walter Steinmeier, hoje [ontem] reeleito Presidente da República da Alemanha, transmitindo votos de sucesso, certo do papel que continuará a desempenhar para o progresso da Alemanha e da União Europeia”, lê-se na nota.

Na mesma mensagem, Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou para salientar “a importância de continuar a desenvolver e a reforçar o relacionamento entre Portugal e a Alemanha, a bem dos seus povos e da estabilidade, paz e progresso na Europa e no mundo”.

O social-democrata Frank-Walter Steinmeier foi este domingo, 13 de fevereiro de 2022, reeleito para um segundo mandato de cinco anos na Presidência alemã.

No cargo desde março de 2017, o ex-chefe da diplomacia alemã foi escolhido por ampla maioria por um colégio eleitoral especialmente constituído, reunindo deputados nacionais, um grande número de eleitos locais, ex-dirigentes alemães, bem como algumas personalidades da sociedade civil.

“A minha responsabilidade é para com todos os que vivem no nosso país. É verdade que sou apartidário, mas não sou neutro quando se trata da causa da democracia. Quem lutar pela democracia ter-me-á do seu lado. Quem a atacar, ter-me-á como um oponente”, disse Steinmeier no discurso de aceitação.

Steinmeier abordou na sua intervenção a situação tensa que se vive na Ucrânia e considerou que a Rússia é a responsável pelo risco de “guerra” na Europa.

“Estamos no meio de um risco de conflito militar, de uma guerra na Europa Oriental e é a Rússia que tem essa responsabilidade”, frisou.

“A paz não pode ser dada como certa, deve ser trabalhada repetidamente, com diálogo, mas se necessário também com clareza, com dissuasão”, acrescentou.

Antes de ter sido eleito em 2017 para o cargo de Presidente da Alemanha, Steinmeier, de 66 anos, desempenhou por duas vezes as funções de ministro das Relações Exteriores em executivos liderados pela chanceler Angela Merkel.

Pela Constituição germânica, o Presidente da Alemanha tem pouco poder executivo. No entanto, no plano político, é encarado como uma importante autoridade moral.

PMF (EL) // SF

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade