[Arquivo] U.S. President Joe Biden (Photo by Anna Moneymaker / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP)

O presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou hoje que o seu homólogo russo, Vladimir Putin, “claramente avaliou mal” e “cometeu um erro de cálculo” sobre a resistência que encontraria na Ucrânia.

“Penso que é uma pessoa racional que claramente avaliou mal a situação”, declarou Joe Biden, em entrevista à cadeia televisiva norte-americana CNN, que publicou algumas citações da transmissão agendada para hoje à noite.

“Ele pensou que seria recebido de braços abertos (…) e acho que cometeu um erro de cálculo completo”, disse o presidente americano novamente sobre seu homólogo russo, Vladimir Putin.

A Rússia assumiu a responsabilidade por novos ataques “massivos” à infra-estrutura ucraniana na terça-feira, pelos quais o G7, reunido com urgência, prometeu “responsabilizar” o presidente russo.

Os militares russos sofreram recentemente uma série de reveses no nordeste, leste e sul da Ucrânia.

A ofensiva militar lançada a 24 de fevereiro pela Rússia na Ucrânia causou já a fuga de mais de 13 milhões de pessoas – mais de seis milhões de deslocados internos e mais de 7,5 milhões para os países europeus -, de acordo com os mais recentes dados da ONU, que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

A invasão russa – justificada por Vladimir Putin, com a necessidade de “desnazificar” e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia – foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

RCP // RBF

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade