[FOTO DE ARQUIVO] Brazilian President and reelection candidate for the Liberal Party (PL) Jair Bolsonaro gestures before the start of the television debate at the Globo TV studio in Rio de Janeiro, Brazil, on October 28, 2022. (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP)

O ainda Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, quebrou hoje o silêncio após os resultados da segunda volta das eleições Presidenciais 2022, que deram a vitória a Lula da Silva.

Enquanto Presidente e cidadão irei sempre cumprir os mandamentos da Constituição“, disse Jair Bolsonaro numa curta declaração ao país.

Jair Bolsonaro agradeceu ao seus eleitores, pediu aos apoiantes que parem as manifestações e não cumprimentou Lula da Silva, vencedor das eleições de domingo.

Quero começar agradecendo os 58 milhões de brasileiros que votaram em mim no último dia 30“, disse Jair Bolsonaro, dois dias depois da sua derrota na segunda volta das Presidenciais 2022, naquela que foi a sua primeira declaração pública, onde nunca reconheceu a derrota.

Os actuais movimentos populares são fruto de indignação e sentimento de injustiça de como se deu o processo eleitoral. As manifestações pacíficas sempre são bem-vindas, mas nossos métodos não podem ser os da esquerda, que sempre prejudicaram a população“, frisou Jair Bolsonaro.

As declarações do ainda Presidente brasileiro surgem no mesmo dia em que centenas de estradas foram cortadas no país, num protesto dos seus apoiantes contra os resultados das eleições. Sindicatos de polícias brasileiros consideram que esses protestos foram motivados pelo “silêncio” agora quebrado pelo ainda Presidente, Jair Bolsonaro.

Sobre os protestos que estão a decorrer por todo o país, com o bloqueio de estradas, Jair Bolsonaro declarou: “São fruto da indignação e de um sentimento de injustiça sobre como o processo eleitoral foi conduzido (…) Manifestações pacíficas são bem-vindas (…) os nossos métodos não podem ser os da esquerda, que sempre prejudicaram a população“.

Ministro da Casa Civil autorizado por Bolsonaro a iniciar transição

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou hoje recebido autorização por parte do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, para iniciar o processo de transição da presidência.

O presidente Jair Bolsonaro me autorizou. Quando for provocado, com base na lei, nós iniciaremos o processo de transição“, disse Ciro Nogueira, no Palácio da Alvorada.

A presidente do PT [Partido dos Trabalhadores], segundo ela em nome do presidente Lula, disse que na quinta-feira será formalizado o nome do vice-presidente Geraldo Alckmin. Aguardaremos que isso seja formalizado para cumprir a lei do nosso país“, concluiu Ciro Nogueira.

ND com Lusa

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade