A well-wisher holds a portrait of Queen Elizabeth II as she waits along the Procession route in London on September 19, 2022, ahead of the State Funeral Service of Britain's Queen Elizabeth II. (Photo by LOUISA GOULIAMAKI / AFP)

A Rainha Isabel II será hoje sepultada, numa cerimónia privada, no jazigo da família real no castelo de Windsor, onde se encontram os restos mortais dos pais e da irmã, indicou o Palácio de Buckingham.

Segundo o comunicado da residência oficial londrina da soberana, que morreu a 08 de setembro, aos 96 anos, tornando-se a monarca com o mais longo reinado do Reino Unido – 70 anos e 214 dias -, a urna do marido, o príncipe Filipe, que morreu em 2021, aos 99 anos, será também transferida para ficar junto à sua, no jazigo real de Windsor onde se encontram depositados os restos mortais do pai, Jorge VI, da mãe, Isabel Bowes-Lyon, e da irmã, a princesa Margarida.

Jill Neill holds a Union Jack flag while observing a National Moment of reflection to show their respects to the late Queen Elizabeth II, in Belfast on September 18, 2022, ahead of her State Funeral on Monday. (Photo by Paul Faith / AFP)

Esta cerimónia privada para o Rei Carlos III e os membros da família real britânica decorrerá às 20:30 (*hora luxemburguesa) na Capela Memorial do Rei Jorge VI (situada no interior da Capela de São Jorge), após o funeral de Estado em Londres, que se realizará na Abadia de Westminster, junto ao Parlamento, com a presença de numerosos chefes de Estado ou de Governo e representantes de famílias reais.

A cerimónia religiosa oficial, com início previsto para as 12:00* e cuja lista de convidados não foi divulgada, contará com a presença de cerca de 2.000 pessoas, entre as quais o Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o Presidente de França, Emmanuel Macron e o casal Grão-Ducal do Luxemburgo, Henri e Maria Teresa.

Foram igualmente convidadas pessoas a quem foram atribuídas condecorações importantes, políticos e outras figuras públicas, bem como 200 pessoas distinguidas por Isabel II por serviço à comunidade: acções de voluntariado ou combate à pandemia de Covid-19.

Guests and officials take their seats inside Westminster Abbey in London on September 19, 2022, for the State Funeral Service for Britain’s Queen Elizabeth II. – Leaders from around the world will attend the state funeral of Queen Elizabeth II. The country’s longest-serving monarch, who died aged 96 after 70 years on the throne, will be honoured with a state funeral on Monday morning at Westminster Abbey. (Photo by Gareth Cattermole / POOL / AFP)

De acordo com alguns pormenores do funeral de Estado divulgados à imprensa, no final do serviço religioso, pelas 12:55*, serão observados dois minutos de silêncio em todo o país, após os quais será cantado o hino nacional, “God Save the King” (“Deus salve o Rei”).

Uma carruagem, utilizada para as exéquias de anteriores monarcas, entre os quais a rainha Vitória (1819-1901), e puxada por 98 marinheiros, transportará a urna do Palácio de Westminster, onde se encontra em câmara ardente desde 14 de setembro, até à Abadia de Westminster, a cerca de 150 metros.

O Rei Carlos III e outros membros da família real seguirão a pé no cortejo fúnebre, que será acompanhado por gaiteiros dos regimentos escoceses e irlandeses, bem como uma banda militar da Força Aérea (Royal Air Force).

O funeral de Estado da rainha Isabel II, o primeiro desde a morte de Winston Churchill, em 1965, será a maior operação de segurança de sempre em Londres, com líderes de todo o mundo e enormes multidões esperadas na capital britânica, ainda maiores do que nos Jogos Olímpicos de 2012.

A operação de protecção global de hoje será mesmo maior que a do fim de semana do Jubileu de Platina, a celebração dos 70 anos de reinado da monarca, que decorreu no início de junho deste ano.

Lady usher of the Black Rod, Sarah Clarke arrives to pay her respects at 06:29am after the final members of the public paid their respects pay their respects, passing the coffin of Queen Elizabeth II, Lying-in-State inside Westminster Hall, at the Palace of Westminster in London on September 19, 2022. (Photo by Yui Mok / POOL / AFP)

A polícia de Londres foi reforçada com agentes de todas as 43 forças policiais de Inglaterra e do País de Gales, e foram também mobilizados soldados de todos os ramos das Forças Armadas e centenas de trabalhadores para prestar assistência nas ruas, em cumprimento de um plano que estava em preparação há vários anos, precisamente por se prever que seria um acontecimento sem precedentes.

Será a maior concentração de líderes mundiais em décadas e, além disso, de centenas de milhares de pessoas presentes para prestar uma última homenagem à rainha.

No final do funeral de Estado, o Rei Carlos III e outros membros da família real caminharão novamente no cortejo atrás da urna da Rainha Isabel II até Wellington Arch, no centro de Londres, de onde seguirão de automóvel para o castelo de Windsor, que foi a residência da soberana nos últimos dois anos.

Em Windsor, terá lugar uma cerimónia religiosa, às 17:00*, com a presença de 800 pessoas, incluindo membros da família da rainha e funcionários, na Capela de São Jorge.

ANC (BM) // PDF

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade