O presidente irlandês, Michael Daniel Higgins, dissolveu hoje o parlamento e convocou eleições legislativas antecipadas para 08 de Fevereiro, a pedido do primeiro-ministro, Leo Varadkar, que alegou que esta é a “altura certa”.

“Temos um acordo para o ‘Brexit’ que garante que não vai haver fronteiras físicas, os direitos dos cidadãos vão ser protegidos e a Área de Circulação Comum [anglo-irlandesa] vai permanecer em vigor. A Assembleia e o Executivo da Irlanda do Norte reuniram-se novamente”, explicou Varadkar, num discurso, antes de se deslocar ao palácio presidencial.

No entanto, lembrou que o processo de saída do Reino Unido da União Europeia não está resolvido, pois falta um acordo de comércio livre entre a UE, incluindo a Irlanda, e o Reino Unido, “que proteja empregos, empresas, comunidades rurais e economia”.

Políticas para as áreas da saúde, habitação, ambiente e reforma fiscal, vincou, dependem destas negociações, que o governo britânico quer concluir até ao final do ano.

“Há uma janela de oportunidade para a realização de eleições nacionais e a formação de um novo governo antes da próxima reunião do Conselho Europeu, em Março, com um mandato forte para se concentrar nessas negociações no verão e no outono”, vincou.

Varadkar deslocou-se depois ao palácio presidencial, Áras an Uachtaráin, onde, juntamente com Higgins, formalizou a dissolução do parlamento irlandês (Dáil), iniciando um período máximo de 30 dias para a realização das eleições legislativas.

Varadkar disse, durante o fim de semana, que o acordo entre o Reino Unido e a UE sobre o Brexit, a restauração do governo autónomo na Irlanda do Norte e uma mudança da aritmética no Dáil eram factores que estava a tomar em consideração.

Desde as eleições de 2016 que o Fine Gael, sem maioria absoluta, governa com base num acordo com o Fianna Fáil, que se comprometeu a abster-se em certas votações, permitindo ao governo aprovar as suas políticas.

As eleições realizam-se pela primeira vez num sábado, em vez de quinta ou sexta-feira, e o Dáil vai ter mais dois assentos, 160, para reflectir o crescimento da população.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade