França acabou de eleger no domingo os novos executivos municipais e entre muitos deles na região parisiense há centena e meia de portugueses ou franceses de origem portuguesa, desde presidentes da Câmara até à oposição.

“Há mais autarcas [de origem portuguesa] eleitos que em 2014 e metade eram recandidatos e metade são caras novas na política. Há também, claro, os que perderam. Nalgumas cidades, por exemplo, em Champigny-sur-Marne, há 4 ou 5 novos eleitos de origem portuguesa”, afirmou Paulo Marques, autarca de origem portuguesa reeleito na primeira volta na cidade de Aulnay-sous-Bois e também presidente da Civica, associação que agrupa os eleitos de origem portuguesa em França, em declarações à Agência Lusa.

Com uma contabilização difícil, já que França tem mais de 35 mil municípios, a Civica vai agora iniciar a identificação e estabelecer contacto com todos os eleitos de origem portuguesa.

Segundo esta associação, só na região chamada metrópole de Paris, que agrupa a capital e três regiões adjacentes, há 148 eleitos de origem portuguesa e cada vez em lugares de maior destaque.

“Há mais vice-presidentes nas Câmaras, mais conselheiros municipais com delegações e vereadores com pelouros interessantes. Em 2008, eram raros os autarcas de origem portuguesa que tinham delegação, agora eles já têm, ou seja, têm mais responsabilidades no executivo”, garantiu Paulo Marques.

Por exemplo, o novo presidente da Câmara Municipal de Dourdan, em Essone, é Paolo de Carvalho. Ainda na mesma região, também Julien Garcia conquistou a cidade de Etréchy. Uma evolução “óbvia” para Paulo Marques.

“Esta geração que está agora nos quarenta já nasceu cá em França. E, obviamente, estão inseridos na sociedade francesa. E é óbvio que cada vez vamos ter mais presidentes de Câmara das novas gerações e isso é um bom sinal porque nos vai permitir trabalhar com o objectivo de formação e informação”, indicou o autarca.

A contabilização da Cívica deve ficar encerrada antes da ‘rentrée’, em setembro, altura em que a associação vai celebrar os seus 20 anos através do lançamento de uma banda desenhada que fala sobre a diferença e da realização do seu congresso, a 7 de novembro.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade