Apoiantes pró-Palestina – FOTO: GERARD JULIEN / AFP / ARQUIVO

As facções palestinianas em Gaza convocaram um “Dia da Ira” para esta quarta-feira (01 de julho), data a partir da qual o Governo israelita pode começar a anexação de partes da Cisjordânia ocupada.

O dia vai contar com um evento central com a participação de todas as facções e organizações políticas do enclave bloqueado, além de um protesto em massa na cidade de Gaza.

De acordo com um alto funcionário da Frente Democrática para a Libertação da Palestina, Tala Abu Zarifa, ainda não foi confirmado se vão ser levados a cabo protestos na cerca divisória com Israel, na qual pode haver incidentes com as forças israelitas.

Numa reunião entre todas as facções, ficou acordada a formação de um plano unificado de acção para fazer frente aos planos israelitas de anexação e a iniciativa de paz dos Estados Unidos para a região.

Membros do movimento islâmico Hamas mantiveram outra reunião com altos cargos da Jihad Islâmica palestiniana, depois da qual reiteraram o “apoio total” às acções na Cisjordânia, Jerusalém e Israel para “proteger os territórios palestinianos dos planos colonialistas de anexação”, segundo comunicado difundido pelo Hamas, que governa a faixa desde 2007.

Além disso, garantiram estar preparados para “defender o povo palestiniano dos assaltos israelitas” e comprometeram-se a aumentar a cooperação e coordenação entre ambas as organizações para fortalecer “a resistência contra a ocupação”.

Tanto os palestinianos e a comunidade internacional, que rejeitam os planos de anexação, como os próprios cidadãos israelitas aguardam pela decisão que Israel adoptará nesta quarta-feira, dia a partir do qual, segundo o acordo do Governo israelita, pode começar a extensão de soberania a partes da Cisjordânia, prevista na iniciativa de paz norte-americana.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade