O parlamento esloveno aprovou terça-feira (04) uma proposta legislativa que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adopção, tal como acontece no Luxemburgo, depois de uma decisão do Tribunal Constitucional, tornando-se o primeiro Estado da Europa de Leste a fazê-lo.

A emenda ao direito de família foi votada a favor por 48 deputados. Com 29 outros contra, a votação teve ainda uma abstenção.

A Eslovénia, resultante da implosão da Jugoslávia, é o primeiro dos Estados europeus com um regime que se reclamava do comunismo a promover esta reforma no leste europeu.

Membro da União Europeia desde 2004, a Eslovénia, com dois milhões de habitantes, junta-se a 17 outros do Velho Continente que já legalizaram este casamento, incluindo o Luxemburgo.

 

ND com Lusa

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade