O Reino Unido imporá uma quarentena de duas semanas, com multas de mil libras (1.100 euros) aos infractores, a partir de 08 de junho, a todas as pessoas que cheguem do estrangeiro, incluindo britânicos, confirmou fonte oficial.

Segundo a ministra do Interior, Priti Patel, que falava na conferência de imprensa diária, qualquer pessoa que chegue ao país por via aérea, marítima ou ferroviária vai ter de preencher um formulário com as informações de contacto e da viagem para que possam ser afectados se surgirem infecções de alguém próximo, e também para as autoridades confirmarem que estão a cumprir o isolamento.

As transgressões serão puníveis com multas ilimitadas e processo nos tribunais em Inglaterra, enquanto que Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte têm autonomia sobre a execução desta medida.

As pessoas são aconselhadas a usar um transporte pessoal para se deslocarem para a residência ou local que indiquem onde vão passar a quarentena, a qual não se aplica a pessoas vindas da Irlanda, motoristas de transportes de mercadorias, médicos que estejam envolvidos no combate à pandemia de Covid-19 e trabalhadores agrícolas sazonais.

“À medida que o mundo começa a emergir do que esperamos ser o pior da pandemia do coronavírus, devemos olhar para o futuro e proteger a população britânica, reduzindo o risco de casos que atravessem a nossa fronteira. Estamos a introduzir estas novas medidas agora para manter a taxa de infecção baixa e evitar uma segunda onda devastadora”, justificou Priti Patel.

A ministra disse, durante a conferencia de imprensa diária do governo sobre a crise, reconhecer o impacto para o sector dos transportes e turismo e prometeu que as medidas serão revistas todas as três semanas.

“Em todo o governo, vamos continuar a trabalhar e a apoiar um sector incrivelmente dinâmico para encontrar novas maneiras de reabrir viagens internacionais e o turismo internacional de uma forma segura e responsável”, afirmou.

De acordo com o balanço de sexta-feira (22) do Ministério da Saúde, o Reino Unido registou 36.393 mortes em 254.195 pessoas infectadas durante a pandemia Covid-19.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade