COVID-19 / FOTO: ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A câmara de Moscovo ordenou hoje o prolongamento das medidas de confinamento da população da capital russa até 31 de maio, no mesmo dia em que a Rússia anunciou um número recorde de infeções diárias pelo novo coronavírus.

Apenas os estaleiros de obras e as indústrias, setores que empregam cerca de 500 mil pessoas na capital russa, poderão regressar à atividade na próxima terça-feira, segundo anunciou o presidente da câmara de Moscovo, Serguei Sobianine, numa nota informativa publicada na página ‘online’ da autarquia.

A ordem de hoje representa um prolongamento de quase três semanas das medidas de restrição, que estavam previstas terminar em 12 de maio.

Moscovo é o principal foco da epidemia do novo coronavírus na Rússia, país que anunciou hoje o maior número de infeções num só dia, ao ter registado 11.231 novos contágios.

Neste momento, a Rússia regista um total de 177.160 infetados, tornando-se o quarto país europeu com mais contaminações pela covid-19 e o quinto a nível mundial, de acordo com a mais recente contagem efetuada pela agência France-Presse (AFP).

Nas últimas 24 horas, o país também registou 88 óbitos, elevando para 1.625 o número total de vítimas mortais associadas à covid-19.

O aumento do número de infetados desde a semana passada pode ser explicado, segundo as autoridades russas, pela multiplicação de testes de triagem – 4,8 milhões de acordo com a contagem -, o que possibilita detetar também casos assintomáticos.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 263 mil mortos e infetou cerca de 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade