As autoridades sanitárias alemãs registaram nas últimas 24 horas 36.552 novas infecções por Covid-19, que contrastam com 12.515 verificadas há uma semana, apesar de os dados daquela altura não serem considerados completamente realistas devido desfasamento do registo do Natal.

Além do mais, a incidência acumulada a sete dias ascendeu hoje a 362,7 novos contágios por cada 100.000 habitantes, face aos 335,9 de sábado e aos 222,7 de há sete dias, segundo dados do Instituto de Virologia Robert Koch (RKI) actualizados esta madrugada.

Nas últimas 24 horas morreram 77 pessoas, o que faz o número total desde o início da pandemia ascender a 113.977.

Os contágios na Alemanha estão em contínua ascensão desde o final do ano e alcançaram de novos os níveis médios de dezembro, quando o país estava imerso na quarta vaga, o que os peritos atribuem à expansão da variante Ómicron.

Por outro lado, esta madrugada entrou em vigor a classificação de quase 40 novos países como territórios de alto risco, com a qual a lista do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Alemanha abarca já mais de 100 estados em todo o mundo.

Entre os novos abrangidos pela lista, contam-se países europeus como a Estónia, França, Luxemburgo, Países Baixos e Suécia, e vários estados sul-americanos, nomeadamente Argentina, Bolívia, Panamá e Uruguai.

A classificação implica que quem chegue à Alemanha procedente destes territórios deva cumprir 10 dias de quarentena – que podem reduzir-se a cinco, com um teste negativo – se não estiverem vacinados com o esquema completo ou superado já uma infecção.

AH // EA

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade