O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde disse que sempre que se justificar serão abertos novos consulados gerais, nomeadamente no Leste da Europa, anunciando um novo cônsul honorário para o Norte de França.

“Como não temos missões diplomáticas em todos os países, onde temos uma comunidade importante e se se justificar, teremos um consulado geral. Foi o caso de Nice”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, em declarações aos jornalistas em Paris.

Luís Filipe Tavares esteve na capital francesa na noite de quinta-feira para um encontro com empresários e salientou a importância da representação consular também na angariação de investimento, anunciado um novo cônsul honorário para o Norte de França.

“Vamos ter cônsules honorários aqui em França, o próximo na região de Hauts-de-France, cobrindo Lille, Roubaix e Tourcoing. Temos lá comunidades importantes, mas também queremos captar investimento dessa região para o nosso país”, referiu o governante.

O Consulado Geral de Nice foi inaugurado oficialmente em julho deste ano pelo primeiro-ministro e serve uma comunidade de perto de 25 mil cabo-verdianos que vivem no Sul da França – a comunidade será ao todo de cerca de 100 mil pessoas em todo o país.

Mas a expansão vai além de terras gaulesas, segundo o ministro.

“Estamos a densificar a rede consular da Europa de Leste, em países que conhecem menos Cabo Verde, como os países Bálticos, a Polónia, a Roménia, a Bulgária, a República Checa ou a Eslováquia. O objetivo é também captar o investimento desses países”, indicou Luís Filipe Tavares.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade