Sem-abrigo morta a tiro no Brasil – Screenshot

O crime está a chocar o Brasil. Zilda Leandro, de 31 anos, foi morta a tiro por pedir esmola a um homem que passava na rua.

Zilda – Néia como é conhecida no seu bairro de Niterói, cidade vizinha do Rio de Janeiro – pediu um real (cerca de 20 cêntimos de um euro), a Aderbal Castro, que passava na rua.

Irritado com a insistência da mulher, o alegado homicida disparou dois tiros à queima roupa e seguiu o seu percurso.

Néia ainda foi levada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Aderbal, que alega ter sido vítima de tentativa de assalto, foi detido e arrisca 30 anos de prisão.

O caso de homicídio a sangue frio foi filmado por câmaras de vigilância e está a levantar uma onda de choque e indignação no Brasil.

** Atenção: As imagens no vídeo podem chocar as pessoas mais sensíveis.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade