O Tribunal Administrativo deu razão aos Caminhos de Ferro Luxemburgueses (CFL) e ao Estado no caso da expropriação de terrenos particulares para o desenvolvimento da linha férrea entre o Luxemburgo e Pétange.

De acordo com informação avançada pela RTL, o tribunal considerou agora, em segunda instância, que a expropriação dos terrenos é “justificada” pelo projecto em causa.

Esta decisão revoga a pronunciada no julgamento em primeira instância, que era favorável aos cinco particulares que viram os seus terrenos expropriados pelo Estado.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade