Os portugueses são os imigrantes mais pobres no Luxemburgo, de acordo com Guillaume Osier, do instituto nacional de estatísticas luxemburguês (STATEC).

Em declarações ao jornal semanário Contacto, os portugueses são a nacionalidade mais atingida pelo risco de pobreza no Grão-Ducado.

Guillaume Osier disse, ao Contacto, que “cerca de 30% dos imigrantes portugueses” têm um rendimento que “não chega para suportar as despesas até ao final do mês“.

De acordo com este responsável da Unidade de Condições de Vida do STATEC, a situação explica-se pelo facto de os imigrantes portugueses no país trabalharem em “sectores com menor remuneração do que outros sectores“, casos da construção civil, limpeza ou serviços, entre outros.

No mesmo artigo, Guillaume Osier revela que os portugueses não são os únicos que estão nesta situação de risco de pobreza, que atinge a generalidade dos imigrantes no país: “A taxa de risco de pobreza para os estrangeiros é muito superior à dos luxemburgueses“, resumiu aquele responsável ao jornal luxemburguês em língua portuguesa.

De referir que cerca de 19,2% (ou seja, um em cinco habitantes) da população do país está em risco de pobreza.

Em 01 de Janeiro de 2022, o Luxemburgo tinha uma população total de 645.397 residentes, dos quais 304.167 eram estrangeiros contra 341.230 luxemburgueses de acordo com o STATEC.

Na mesma data, os portugueses continuam a ser a maior comunidade estrangeira residente no país, representando 14,5% da população total do Grão-Ducado, segundo dados oficiais do STATEC.

ND // ND

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade