O Ministério da Saúde do Luxemburgo manteve hoje o alerta de saúde relativo à presença de algas azuis (cianobactérias) no rio Mosela, na zona de Remich.

Em comunicado, a tutela recorda que o alerta lançado em agosto sobre a presença de cianobactérias em vários locais ao longo da Mosela, “especialmente em locais com circulação lenta de água”, vai ser mantido.

“São bactérias, também chamadas “algas azuis”, normalmente presentes nestas águas, mas que, sob certas condições, desenvolvem-se excessivamente e formam tapetes coloridos (coloração azul-esverdeada ou cor de puré de ervilha)”, refere que comunicado do Ministério da Saúde.

“As cianobactérias produzem toxinas que podem causar problemas de saúde para seres humanos e animais. Estes problemas dependem da quantidade de toxinas absorvidas: irritações da pele, dores de cabeça, náuseas, gastroenterites, caibras, paralisia, danos no fígado”, alerta a tutela, que recomenda que pessoas e animais evitem o contato com a água nestas zonas.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade