A produção industrial aumentou em agosto na zona euro (5,1%) e União Europeia (UE 5,3%), face ao mês homólogo de 2020, com Portugal em contraciclo a registar a maior quebra entre os Estados-membros (-7,2%), divulga hoje o Eurostat.

De acordo com dados do gabinete estatístico europeu, face a julho, a produção industrial recuou 1,6% na zona euro e 1,5% na UE.

Na comparação homóloga, as subidas mais acentuadas foram registadas na Bélgica (29,9%), na Irlanda (22,1%) e na Lituânia (15,4%) e os principais recuos em Portugal (-7,2%), Malta (-4,2%) e República Checa (-1,4%).

Na variação em cadeia, as maiores quebras registaram-se em Malta (-6,3%), na Alemanha e Estónia (-4,1% cada) e na Eslováquia (-3,8%), enquanto a Dinamarca (3,5%), a Lituânia (2,9%) e o Luxemburgo (2,1%) apresentaram os maiores avanços na produção industrial.

Portugal teve, em agosto, um recuo de 1,4% face a julho.

O Luxemburgo registou um aumento (2,1%) na produção industrial na variação em cadeia, ou seja face a julho. Já na comparação ao mês homólogo de 2020, o Grão-Ducado subiu 4%.

ND com Lusa

Produção industrial em agosto de 2021 – FONTE: EUROSTAT / SCREENSHOT LUX24
Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade