Portuguese President, Marcelo Rebelo de Sousa (R), during a joint press conference with the Grand Duke of Luxembourg, Henri (L), and his wife Maria Teresa, after a meeting at Belem Palace on the first day of a two day visit to Portugal, in Lisbon, 11 May 2022. JOSE SENA GOULAO/LUSA

O Presidente da República afirmou hoje que Portugal e Luxemburgo estão “totalmente de acordo” na União Europeia e NATO, com “os mesmos pontos de vista” sobre a situação que se vive na Europa.

Marcelo Rebelo de Sousa falava no Palácio de Belém, em Lisboa, perante o Grão-Duque Henri e a Grã-Duquesa Maria Teresa, o casal grão-ducal do Luxemburgo, que hoje recebeu, no início de uma visita de Estado de dois dias, a segunda que realizam a Portugal.

Nesta ocasião, o Presidente da República agradeceu “a forma como o Grão-Ducado do Luxemburgo soube acolher, compreender e integrar a comunidade portuguesa” e a propósito das relações bilaterais observou que “há mais vida para além da pandemia e há mais vida para além da guerra” na Ucrânia.

“Vivemos em guerra. Esta visita é um sinal de paz, de amizade, é um sinal de que a vida continua, é um sinal de esperança, há esperança para além da guerra, e ao mesmo tempo um sinal de que estamos de acordo”, declarou.

“Estamos de acordo, totalmente de acordo quanto à União Europeia, totalmente de acordo quanto às relações com os nossos amigos e aliados transatlânticos, totalmente de acordo nas várias instituições internacionais, Nações Unidas e outras organizações políticas, económicas, sociais, financeiras. Partilhamos os mesmos pontos de vista em relação ao momento difícil que a Europa vive”, acrescentou.

The Grand Duke of Luxembourg, Henri (L), and his wife Maria Teresa, pose for a photograph with the Portuguese President, Marcelo Rebelo de Sousa, on arrival at Palacio de Belem on the first day of a two day visit to Portugal, in Lisbon, 11 May 2022. JOSE SENA GOULAOLUSA

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que os governos português e luxemburguês “estão a trabalhar e vão trabalhar em conjunto” durante estes dias, em reuniões bilaterais e num fórum com empresários, concluindo:

“Estamos já a preparar já o futuro, o futuro para além da pandemia, o futuro para além da guerra”.

“Vivemos em guerra. Esta visita é um sinal de paz, de amizade, é um sinal de que a vida continua, é um sinal de esperança, há esperança para além da guerra, e ao mesmo tempo um sinal de que estamos de acordo”, declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

“Estamos de acordo, totalmente de acordo quanto à União Europeia, totalmente de acordo quanto às relações com os nossos amigos e aliados transatlânticos, totalmente de acordo nas várias instituições internacionais, Nações Unidas e outras organizações políticas, económicas, sociais, financeiras. Partilhamos os mesmos pontos de vista em relação ao momento difícil que a Europa vive”, acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que os governos português e luxemburguês “estão a trabalhar e vão trabalhar em conjunto” durante estes dias, em reuniões bilaterais e num fórum com empresários, concluindo: “Estamos já a preparar já o futuro, o futuro para além da pandemia, o futuro para além da guerra”.

Entre as matérias de cooperação entre os dois países, incluiu a educação, a saúde, a solidariedade, a economia e finanças, a ciência e a tecnologia.

“Para nós é uma grande alegria e uma grande honra, porque o Luxemburgo está sempre no nosso coração, porque está no coração de uma comunidade que é a segunda maior comunidade estrangeira no Luxemburgo”, disse, no início da sua intervenção, em português.

Após agradecer ao Grão-Ducado do Luxemburgo o acolhimento dos portugueses que lá residem, Marcelo Rebelo de Sousa agradeceu igualmente a esses portugueses, considerando que “estão a criar Portugal fora do território físico de Portugal, contribuindo para o Luxemburgo”.

No fim da sua intervenção, dirigiu aos grão-duques algumas palavras em francês, dizendo-lhes que, “além da amizade entre dois povos e dois Estados, também há amizade entre chefes de Estado, e isso é muito importante”.

The Grand Duke of Luxembourg, Henri (L), and his wife Maria Teresa, with Portuguese President, Marcelo Rebelo de Sousa, at Praça do Imperio on the first day of a two day visit to Portugal, in Lisbon, 11 May 2022. JOSE SENA GOULAOLUSA

O Presidente da República assinalou que esta é a segunda visita de Estado que o Grão-Duques Henri e a Grã-Duquesa Maria Teresa do Luxemburgo realizam a Portugal – a primeira foi em setembro de 2010, a convite do anterior Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, com passagens por Lisboa e por Coimbra.

Nesta visita participam ainda, entre outros, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, Jean Asselborn, a Ministra da Família, Corinne Cahen, O ministro da Economia, Franz Fayot e a ministra das Finanças, Yuriko Backes, bem como o Embaixador de Portugal no Luxemburgo, António Gamito, entre outras individualidades.

O Grão-Duque Henri é desde outubro de 2000 chefe de Estado do Luxemburgo, membro fundador da União Europeia e da NATO.

Há cinco anos, em maio de 2017, Marcelo Rebelo de Sousa esteve em visita de Estado no Grão-Ducado do Luxemburgo, onde actualmente residem mais de 90 mil portugueses, que representam cerca de 15% da população deste Estado-membro da União Europeia, segundo o Observatório da Emigração.

ND com Lusa

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade