Arrivée des ministres Yuriko Backes et Franz Fayot à Lisbonne, 11 de maio de 2022 - FOTO ©SIP - Emmanuel Claude

A ministra das Finanças do Luxemburgo, Yuriko Backes, acredita que existe um enorme potencial nas relações entre Portugal e o Grão-Ducado, particularmente na área das fintech, apontando como exemplo o acordo que será assinado hoje.

Em entrevista à Lusa, Yuriko Backes afirmou que a área das fintech é uma das que o Luxemburgo, como centro financeiro, está a tentar desenvolver, tal como Portugal.

“Um dos destaques desta visita será a assinatura de um acordo entre a Luxembourg House of Financial Technology e a Portugal Fintech”, disse a ministra das Finanças.

O protocolo será assinado hoje à tarde entre as duas entidades, após uma visita da ministra do Luxemburgo à Fintech House.

“É a primeira vez que este tipo de acordo é assinado com congéneres portugueses. Acho que há muito potencial nesse domínio, porque são áreas voltadas para o futuro. É realmente algo que temos em comum e há muito potencial”, disse.

A ministra defendeu que existem “muitas formas de trabalhar em conjunto”, como promover a transição verde e a transição digital são algo que podemos promover em conjunto através de uma colaboração entre a Luxembourg House of Financial Technology e as congéneres portuguesas ou de Lisboa. Então eu acho que essas ligações são muito importantes”, frisou.

Yuriko Backes integra uma comitiva que acompanha a visita de Estado a Portugal entre quarta-feira e hoje dos grão-duques Henrique e Maria Teresa do Luxemburgo.

Dando nota de que o ministro da Economia do Luxemburgo também está a acompanhar a visita, considerou “que há muito potencial para podermos trabalhar juntos [em várias áreas económicas] e queremos ver concretamente como podemos avançar juntos entre Portugal e Luxemburgo”.

Durante a visita, a ministra reuniu com o homólogo Fernando Medina esta quarta-feira, para “discutir as relações bilaterais” e a “colaboração em vários assuntos”, e irá hoje participar no Fórum Económico Portugal-Luxemburgo e num seminário que irá reunir a comunidade do sector financeiro.

A responsável governativa frisou que o Luxemburgo e Portugal têm uma longa história de parceria e amizade, salientando que 15% da população do Luxemburgo é de origem portuguesa, considerando que contribui para a diversidade cultural.

“Temos uma longa história e agora estamos aqui para uma visita de Estado e é claro para também prepararmos o futuro juntos”, disse, defendendo que os dois países podem fazer juntos “muita coisa” para construirmos o nosso futuro juntos na União Europeia.

AAT // JNM

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade