Mário Centeno e Pierre Gramegna, durante um encontro do Castelo de Senningen, no Luxemburgo, em 21.06.2018. FOTO: JOHN THYS / AFP
O português Mário Centeno e o luxemburguês Pierre Gramegna, no Castelo de Senningen, Luxemburgo, 21.06.2018 – FOTO: JOHN THYS / AFP

O ministro das Finanças luxemburguês, Pierre Gramegna, anunciou hoje a candidatura à presidência do Eurogrupo, cargo ocupado por Mário Centeno, competindo com a ministra da Economia de Espanha, Nadia Calviño.

“Estou pronto para concorrer à presidência do Eurogrupo. Os desafios de hoje exigem consenso e compromisso entre todos os membros da zona euro, pequenos ou grandes, de norte a sul e de leste a oeste”, lê-se numa publicação de Gramegna na rede social Twitter.

Também hoje o Governo espanhol anunciou a candidatura da sua ministra da Economia, Nadia Calviño, à presidência do Eurogrupo.

“A vice-presidente económica do Governo, Nadia Calviño, será candidata à presidência do Eurogrupo, um órgão fundamental para a cooperação entre os membros da zona euro e para a construção de uma Europa mais forte e mais unida”, segundo comunicado enviado às redações em Madrid.

Irlandês Paschal Donohoe também é candidato à presidência do Eurogrupo

O ministro das Finanças da Irlanda, Paschal Donohoe, anunciou hoje a sua candidatura à presidência do Eurogrupo, último dia para os candidatos se proporem ao cargo até agora ocupado por Mário Centeno.

“O presidente do Eurogrupo tem um papel crucial a desempenhar na resposta política às principais questões económicas, onde se inclui impacto da pandemia de covid-19”, considerou Donohoe, num comunicado publicado no seu ‘site’, afirmando-se como “um dos ministros das Finanças da União Europeia e membro do Eurogrupo” em exercício há mais tempo.

Paschal Donohoe junta-se ao ministro das Finanças do Luxemburgo, Pierre Gramegna, e à ministra da Economia de Espanha, Nadia Calviño, que também formalizaram hoje a sua candidatura.

Os países da zona euro têm até hoje para apresentar os seus candidatos ao cargo e a eleição terá lugar na próxima reunião do Eurogrupo, no início de julho.

Para ser eleito, o futuro presidente terá de contar com o apoio de pelo menos 10 dos 19 países da zona Euro e assume o cargo em 13 de julho para um mandato de dois anos e meio.

No início de junho, Mário Centeno abandonou o cargo de ministro das Finanças de Portugal, ficando assim afastada a possibilidade de continuar à frente do Eurogrupo.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade