O Embaixador de Portugal, António Gamito, apresenta credenciais ao Grão-Duque Henri. 21Nov2018. FOTO: © Cour grand-ducale

“O seu humanismo ficará para sempre gravado na nossa memória”. É desta forma que o Embaixador de Portugal no Luxemburgo, António Gamito, recorda o Grão-Duque Jean, falecido esta terça-feira aos 98 anos de idade.

“O Grão Duque Jean foi Chefe de Estado do Luxemburgo entre 1964 e 2000 e era neto de duas portuguesas, filhas de D.Miguel I de Portugal, a Infanta Maria Ana de Bragança (avó materna, mãe da Grã Duquesa Charlotte) e a Infanta Maria Antónia de Bragança (avó paterna, mãe do Príncipe consorte Félix de Bourbon Parma, marido da Grã-Duquesa Charlotte)”, relembra a mensagem escrita na página da Internet da Embaixada Portuguesa no Grão-Ducado.

“Foi durante o período em que esteve à frente dos destinos do Grão-Ducado que começou a emigração portuguesa para o Luxemburgo, onde foi bem acolhida e que ajudou a desenvolver o país”, refere ainda a nota.

A República Portuguesa e o Grão-Ducado do Luxemburgo têm relações diplomáticas há 128 anos.

No Grão-Ducado há cerca de 120 mil portugueses e lusodescendentes, constituindo cerca de um quinto da população luxemburguesa.

O Luxemburgo cumpre Luto Nacional até 4 de maio, dia em que se realizará o funeral do Grão-Duque Jean.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade