O presidente do Conselho Europeu assumiu hoje ter ficado sem “margem para otimismo”, após ter reunido com o negociador principal da UE para o ‘Brexit’, e instou Theresa May a apresentar propostas concretas que desbloqueiem o impasse nas negociações.

“Infelizmente, o relatório sobre o progresso das negociações que recebi hoje de Michel Barnier, assim como o debate de ontem [segunda-feira] no parlamento britânico, deixam-me sem margem para otimismo na véspera do Conselho Europeu dedicado ao ‘Brexit’”, reconheceu Donald Tusk, em conferência de imprensa em Bruxelas.

O presidente do Conselho Europeu, que na segunda-feira já tinha advertido que o cenário de uma ausência de acordo para a concretização da saída do Reino Unido da União Europeia é “mais provável do que nunca”, considerou que “o único ponto de esperança para um acordo neste momento é a boa vontade e determinação dos dois lados”.

“No entanto, para encontrarmos uma solução, além de boa vontade precisamos de novos factos. Amanhã [quarta-feira], irei pedir à primeira-ministra [Theresa] May que apresente propostas concretas para desbloquear o impasse. Só propostas concretas permitirão determinar se um avanço [nas negociações] é possível”, defendeu.

Tusk insistiu na ideia da necessidade de os 27 se prepararem caso “um acordo não seja possível ou seja rejeitado”.

“Amanhã [quarta-feira], iremos debater como intensificar as nossas preparações para um cenário de ausência de acordo, mas, como tenho insistido, o facto de nos estarmos a preparar para um cenário de ‘no deal’ não nos deve desviar, de nenhuma maneira, de fazer todos os esforços para alcançar o melhor acordo possível para ambas as partes”, esclareceu.

O principal negociador da União Europeia para o ‘Brexit’, Michel Barnier, admitiu hoje que “é preciso mais tempo” para alcançar um acordo global com o Reino Unido para a sua saída ordenada do bloco europeu, pois subsistem várias questões em aberto.

Em breves declarações aos jornalistas à entrada para a reunião do Conselho de Assuntos Gerais da UE, no Luxemburgo, dedicada ao estado das negociações sobre o ‘Brexit’ (artigo 50.º), Barnier, que ao longo dos últimos meses apontou o Conselho Europeu que tem início na quarta-feira em Bruxelas como “o momento da verdade”, admitiu que serão necessárias mais algumas semanas para tentar fechar um acordo com Londres, e disso dará conta aos líderes europeus na cimeira.

“Permanecem várias questões em aberto, entre as quais a da Irlanda, pelo que o meu entendimento é que é preciso mais tempo para esse acordo global, e esperar por esse progresso decisivo de que precisamos para finalizar esta negociação sobre a saída ordenada do Reino Unido. E vamos tomar esse tempo calmamente, de forma séria, para encontrar esse acordo global nas próximas semanas”, declarou Barnier.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade