Café Chez Nadia, em Esch/Alzette - FOTO: Julien Garroy / Le Quotidien / Arquivo / Todos os Direitos Reservados
Café Chez Nadia, em Esch/Alzette – FOTO: Julien Garroy / Le Quotidien / Arquivo / Todos os Direitos Reservados

O Ministério Público (MP) do Luxemburgo pediu o encerramento do café ‘Chez Nadia’, em Esch-Sur-Alzette, e uma pena de prisão de cinco anos para a gerente do estabelecimento comercial. O MP exige ainda a proibição vitalícia de vendas de bebidas alcoólicas para a principal acusada, de acordo com o jornal luxemburguês Le Quotidien.

Em causa está o alegado tráfico de droga (cocaína, canábis e haxixe) que seria feito naquele café que, por várias vezes, foi alvo da polícia, uma das quais, em Outubro de 2018, uma mega-rusga levada a cabo por 130 polícias.

Para além da gerente do café outras 14 pessoas vão sentar-se no banco dos réus, com o Ministério Público a pedir penas de prisão entre 24 e 54 meses.

A sentença vai ser lida a 23 de Janeiro de 2020.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco via email para geral@lux24.lu.
Siga o LUX24 nas redes sociais. Use a #LUX24 nas suas publicações.
Faça download gratuito da nossa ‘app’ na Google Play ou na App Store.
Publicidade
Publicidade