O tributo ao cônsul português “Requiem em memória de Aristides Sousa Mendes”, do maestro e compositor Luís Cipriano, vai ser apresentado em novembro, no Luxemburgo.

A notícia foi avançada pelo Semanário Regionalista da Beira Baixa “Reconquista”.

Segundo a publicação, a International Holocaust Remembrance Alliance (IHRA), sediada em Berlim, escolheu a obra “Requiem em memória de Aristides Sousa Mendes”, do maestro e compositor Luís Cipriano, para acompanhar a exposição no Arquivos Nacionais do Luxemburgo, entre 28 de novembro deste ano e 22 de fevereiro de 2020, dedicada ao cônsul português.

“A obra composta para Orquestra e Coro, foi estreada no Dia da Cidade da Covilhã a 20 de outubro de 1998 na Igreja de São Tiago, tendo contando com a presença dos familiares de Aristides Sousa Mendes. Foi gravada pelo Coro Misto da Beira Interior, e recentemente reposta em São Francisco, nos Estados Unidos da América, tendo uma nova distinção agora, ao ser escolhida para tão importante evento”, explica o semanário “Reconquista”.

 

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões, sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade