Imagem meramente ilustrativa

 

O site do Parlamento luxemburguês anunciou que foram abertas 17 novas petições que podem ser assinadas até 6 de março.

Uma das petições, com o número 1138, pede a utilização de uniformes nas escolas públicas e privadas do Luxemburgo.

Um dos argumentos do documento, da autoria de Meriguisla Romko, para a utilização de uniformes é o aumento de “segurança” no meio escolar.

“Impede que outras pessoas se infiltrem nas escolas e permite a identificação dos estudantes em situação de risco nas ruas (…) os uniformes, além de normalizar [a indumentária] os alunos, trazem sempre as cores, o nome e o símbolo da escola. De identificação fácil ao olhar para a roupa saberá de que escola é o aluno”, refere o texto.

Na opinião da autora do texto, cada escola teria o seu uniforme próprio com as cores e símbolos de cada estabelecimento escolar.

A “padronização” da indumentária escolar impede, segundo a autora do texto, que a turma se torne um “desfile de moda” e traz igualmente benefícios económicos às famílias.

 

Imagem meramente ilustrativa

 

“[O uso de uniforme] Evita o uso de roupas normais, o que representa uma considerável economia financeira. O uniforme escolar é um item muito prático para estudantes e económico para os pais. Claro, que usar roupas diferentes todos os dias nas aulas é caro”, sublinha Meriguisla Romko.

A medida, caso seja adoptada, “encorajará o respeito” e uma melhor socialização entre colegas, evitando “consumismo e conflitos de estatutos sociais”.

“Encoraja o respeito pelos padrões e disciplina impostos pelas escolas, o que é fundamental para a vida em sociedade. Traz igualdade [entre todos] e evita o consumismo e os conflitos de status, muito comuns entre os adolescentes. Atua também evitando certas situações discriminatórias que levam à prática do bullying. O uso do uniforme permite ao aluno focar na aprendizagem, pois tudo também faz parte do grupo e tem os mesmos interesses”, defende a autora da petição.

“Hoje em dia, escolher “roupas más” pode ser uma fonte de assédio entre os colegas. Ao usar o uniforme, todos, mesmo com suas diferenças, são iguais”, sublinha Meriguisla Romko, afirmando ainda que a implementação do uso de uniforme escolar seria ainda uma forma de “diferenciar o ambiente escolar de outros ambientes”, conferindo mais responsabilidade aos alunos.

A petição 1138 pode ser assinada AQUI, até dia 6 de março. Para o assunto ser discutido em Parlamento precisa obter 4.500 assinaturas.

Publicidade
Falhas, erros, imprecisões ou sugestões?
Por favor fale connosco.
Publicidade

Todas as notícias e conteúdos no LUX24 são e continuarão a ser disponibilizadas gratuitamente, mas nunca como agora precisamos da sua ajuda para continuar a prestar o nosso serviço público.

Somos uma asbl – associação sem fins lucrativos – e não temos qualquer apoio estatal ou institucional, apesar do serviço público que diariamente fazemos em prol da comunidade portuguesa e lusófona residente no Luxemburgo, e já sentimos o efeito da redução da publicidade, que nos garante a manutenção do nosso jornal online.

A imprensa livre não existe nem sobrevive, sem o suporte activo dos seus leitores – sobretudo em épocas como esta, quando as receitas de publicidade se reduziram abruptamente, e nós continuamos a trabalhar a 100%.

Só lhe pedimos que esteja connosco nesta hora e nos possa ajudar com o seu donativo, seja ele de que valor for. Prometemos que continuaremos a ser a sua companhia de todas as horas.

Pode fazer o seu donativo por transferência bancária para a conta do LUX24:
IBAN: LU790250045896982000
Código BIC: BMECLULL

LUX24 asbl
#VaiFicarTudoBem

Publicidade